• Home
  • Geral
  • Morre Danuza Leão, modelo e jornalista que ditou comportamento no Brasil
(crédito: Reprodução/Facebook)

Morre Danuza Leão, modelo e jornalista que ditou comportamento no Brasil

Uma das modelos mais renomadas de sua geração, Danuza morreu aos 88 anos em decorrência de problemas respiratórios

Morreu, nesta quarta-feira (22/6), a modelo, jornalista e escritora Danuza Leão, 88 anos, em decorrência de uma insuficiência respiratória. Ela sofria de enfisema pulmonar e estava internada na clínica São Vicente, na zona sul do Rio de Janeiro. O corpo será cremado no cemitério do Caju, zona norte do Rio, mas a data não foi revelada.

Colunista Social Danuza Leao – Arquivo Pessoal

A modelo ficou famosa pela beleza e pelas grandiosas festas que organizou na juventude, e se tornou um guia do comportamento ao atuar como colunista de jornal e autora de livros. Danuza escreveu para o jornal Folha de S. Paulo por mais de uma década e marcou uma época com seu olhar sobre estilo de vida.

Seus textos e crônicas, muitas vezes polêmicos, se tornaram assunto nacional em inúmeros momentos. Em, 2018, por exemplo, Danuza entrou para o trending topics do Twitter ao publicar um texto no jornal O Globo questionando o que é o assédio e afirmando que “Toda mulher deveria ser assediada pelo menos três vezes por semana”.

Como escritora, Danuza também teve uma marcante carreira. Entre suas principais obras estão os compilados de crônicas como “Na Sala com Danuza”, e livro sobre comportamento como “É Tudo Tão Simples”. Além disso, ela também publicou, em 2005, uma autobiografia best-seller, intitulada “Quase Tudo”. Além disso, Danuza também atuou como roteirista na Rede Globo.

 

 

Correio Braziliense