• Home
  • Alô Prefeito
  • Linha universitária é nova alternativa para os estudantes da Capital
Linha Universitária deve atender cerca de três mil passageiros diariamente na Capital. Foto/Reprodução: Prefeitura de Cuiabá

Linha universitária é nova alternativa para os estudantes da Capital

A Linha Universitária, estabelecida pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, já está circulando em Cuiabá desde às 5h desta segunda-feira (23). A rota alternativa compreende as principais universidades da cidade, como UFMT e Unic, além de solucionar uma deficiência na região da Av. Beira Rio, atendendo também a população de maneira geral.

De acordo com secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, a expectativa é que este novo trajeto traga uma redução de aproximadamente 30 minutos, facilitando o dia-a-dia dos estudantes.

A linha C-01 é a primeira circular de Cuiabá e tem como ponto de partida e chegada a Estação Alencastro, que além de ser refrigerada com ar condicionado, possui uma capacidade de acomodação simultânea correspondente a até 800 pessoas. A frota conta com quatro veículos operando nas ruas da cidade, com a possibilidade de expansão mediante o aumento do atendimento e a necessidade. Com o tempo de espera referente a uma média de 15 minutos.

Além da linha circular universitária, a linha 313 que já atende as faculdades da região da Avenida Beira Rio, vai continuar atendendo. A intenção é melhorar o atendimento na parte final da Avenida Beira Rio.

As linhas 512/704/602/606 que vinham da região do Coxipó foram fundidas para a criação da linha Universitária, mas com os mesmos números de viagens e com menos tempo de intervalos das viagens. Os veículos sobressalentes das linhas extintas, foram remanejados para as linhas com maiores demandas.

Trajeto

A linha tem saída da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em direção à Fernando Correa de Costa, passando por baixo do Viaduto Jornalista Clóvis Roberto de Queiroz, popularmente conhecido como rotatória da UFMT, seguindo a Fernando Correa até a Avenida Beira Rio, passando pela região das Universidades, seguindo a Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), subindo a Getúlio Vargas até a Estação Alencastro. Segundo o Diretor de trânsito, a Estação Alencastro vai servir de ponto de integração de transbordo gerando conforto para as pessoas que se utilizem dessa linha.

O retorno será com saída da Estação Alencastro, entrando a esquerda na Rua Barão de Melgaço, tomando em seguira a Avenida Isaac Póvoas, seguindo pela Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), e depois pela Avenida Beira Rio, indo pela Avenida Fernando Correa até a UFMT.

Por Samara Moura