• Home
  • Polícia
  • Idosa é encontrada morta, vendada, amordaçada e com braços e pernas amarrados
Imagem de circuito de segurança mostra homens carregando, em moto, televisão que teria sido roubada da casa de idosa achada morta, vendada e amordaçada, nesta quarta-feira (28), em Caldas Novas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Idosa é encontrada morta, vendada, amordaçada e com braços e pernas amarrados

Caso é investigado como roubo seguido de morte. Imagem de circuito de segurança mostra homens com TV que seria da vítima; dupla foi presa.

Uma aposentada de 65 anos de idade foi encontrada morta dentro de casa, nesta quarta-feira (28), em Caldas Novas, na região sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, ela estava vendada, amordaçada e com os braços e pernas amarrados, além de haver “sinais evidentes de tortura”. Dois homens foram presos suspeitos de latrocínio – roubo seguido de morte.

O delegado Wllisses Valentim disse que os detidos, Vitor José Melo Carneiro, de 22 anos, e Benício Rodrigues de Souza, de 21 anos, confessaram o crime. O G1 não conseguiu localizar a defesa deles.

Wllisses informou ainda que o imóvel da idosa foi encontrado revirado. Imagens de câmeras de segurança das redondezas ajudaram na identificação dos suspeitos. Os homens levaram roupas, objetos pessoais e um aparelho de TV.

Presos suspeitos de roubar e matar idosa achada vendada, amordaçada e com membros amarrados, em Caldas Novas, em Goiás, nesta quarta-feira (28) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Presos suspeitos de roubar e matar idosa achada vendada, amordaçada e com membros amarrados, em Caldas Novas, em Goiás, nesta quarta-feira (28) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

“Em poucas horas, ambos foram capturados, sendo com eles encontrados a TV, roupas da vítima, bem como as vestes que ambos utilizavam quando do cometimento do delito, uma vez que já haviam trocado de roupa”, disse o delegado.

Vitor já tem antecedentes criminais por tráfico de drogas e receptação. Benício, que tem passagem pela polícia por porte de arma, havia deixado o presídio há cerca de um mês.

Os suspeitos foram autuados em flagrante por latrocínio. Se condenados, podem ficar até 30 anos presos. Eles serão encaminhados ao presídio local.

Equipe da Polícia Militar em frente à casa de idosa que foi encontrada morta, em Caldas Novas, Goiás (Foto: Lúcia Moreno/De Cara com a Verdade)

O crime

Segundo o tenente-coronel da Polícia Militar Carlos Eduardo Belelli, testemunhas disseram que a aposentada estava varrendo a porta de casa quando foi abordada por indivíduos suspeitos.

“Pelo que a gente viu, os elementos viram ela limpando a porta da casa, o que elas faziam todos os dias. Eles adentraram junto com ela e, a partir daí amarraram e amordaçaram esta senhora. Em detrimento de ser uma senhora de idade, ao que foi relatado, com problemas de saúde, problemas para respirar, veio a óbito”, disse o policial.

O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira, na Rua 32, Setor Itaici 1, em Caldas Novas. O tenente-coronel afirmou que familiares da aposentada informaram que ela morava sozinha e tinha o hábito de guardar dinheiro em espécie dentro de casa.

“Este tipo de situação, ficamos muito triste. Trata-se de uma pessoa de bem. Uma senhora de idade que veio a óbito por conta de um latrocínio”, disse o policial.

O corpo de idosa foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), e, segundo o órgão, já foi liberado à família.

Por Murillo Velasco e Raquel Morais, G1 GO