• Home
  • Política
  • Bolsonaro sobre prisão de Milton Ribeiro: “Que ele responda pelos atos dele”
Bolsonaro diz que o Partido Liberal está contratando uma auditoria para a companhar o processo eleitoral - Foto ANTÔNIO MOLINA/ FOLHAPRESS

Bolsonaro sobre prisão de Milton Ribeiro: “Que ele responda pelos atos dele”

O presidente Jair Bolsonaro(PL) voltou a dizer que não tem controle sobre corrupção nos ministérios ao falar sobre a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, ocorrida na manhã desta quarta-feira (22/6). O pastor evangélico foi detido hoje em Santos (SP) no âmbito de uma operação da Polícia Federal (PF) que mira desvios no Ministério da Educação.

“O caso do Milton, pelo que eu estou sabendo, é aquela questão que ele estava, estaria com a conversa meio informal demais com algumas pessoas de confiança dele. E daí houve denúncia que ele teria buscado prefeito, gente dele para negociar, para liberar recurso, isso e aquilo. E o que aconteceu? Nós afastamos ele. Se tem prisão, é Polícia Federal. É sinal de que a Polícia Federal está agindo”, afirmou Bolsonaro, em entrevista à rádio Itatiaia.

Diferentemente do que Bolsonaro afirmou, contudo, o governo resistiu em afastar Milton Ribeiro após o escândalo vir à tona. O ex-ministro acabou exonerado “a pedido” dele próprio.

O presidente ainda foi incisivo. “Ele responda pelos atos dele. Eu peço a Deus que não tenha problema nenhum. Mas, se tem algum problema, a PF está agindo, está investigando, é um sinal de que eu não interfiro na PF, porque isso aí vai respigar em mim, obviamente”, disse.

Bolsonaro também voltou a declarar que não tem controle sobre a corrupção em seu governo. “Eu tenho 23 ministros, tenho mais de uma centena de secretários, mais de 20 mil cargos em comissão. Se alguém faz algo de errado, pô, vai botar a culpa em mim?”, questionou.

Correio Braziliense