EDNA SAMPAIO PT – De absolvição à condenação

Isso aconteceu num simples movimento de cursor em redes sociais e de colocar a cara nas ruas.

A Vereadora Petista Edna Sampaio, foi protagonista a alguns dias de um posicionamento de enfileiramento de defesa do Prefeito afastado Emanuel Pinheiro, que surpreendeu e revoltou a todos, inclusive membros de seu próprio partido.

Numa votação de cassação do Prefeito, a petista, como não era de se esperar, cerrou fileiras com a base, deu entrevistas condenando a possibilidade de cassação e se colocou na contra mão da história aguerrida de sua própria agremiação, que tem como prerrogativa usual, postar-se como oposição a quem quer que seja.

Eis que o efeito implacável das redes sociais e seus comentários raivosos, estranhamente e de forma muito provável, fizeram com que a edil retornasse ao assunto de maneira completamente contrária a seu discurso de conivência assustadoramente estranho naquela ocasião.

Agora, passada a imersão no seio da tropa de choque Emanuelista, acordada pelas repercussões que a obrigaram a se enclausurar, com receio de chuva de ovos e chutes no carro, saiu em defesa da condenação sumária, afastamento definitivo e pedido de prisão perpétua para Emanuel e sua equipe, supostamente envolvida no escândalo das contratações irregulares.

Como não se estranha nada em política mas se abaixa a cabeça para a voz rouca dos eleitores, essa guinada de posição, demonstrará de forma clara que o abandono da causa do alcaide, já vai se materializando, quando também colegas intransigentemente defensores, começam a aderir ao inevitável e previsto processo que selará o destino de Pinheiro.

No próximo dia 16 de dezembro a câmara criminal, sob a condução séria e técnica do Desembargador Orlando Perry, que se reunirá para decidir destinos políticos do afastado, poderá deflagrar um levante inesperado de aliados que não estão conseguindo dar muitas explicações em seus redutos eleitorais, podem aderir a oposição e melar o resto da confusão toda.

Edna deu uma arranhada na imagem com sua aposta de ganhar notoriedades ou talvez concessões, que nem ela podia imaginar.

Seu viés adesista insuflou muitos correligionários que estão P da vida com ela.

Tiro no pé e vergonha televisiva que a imprensa não perdoa.

É o velho é gritante PT e suas posições do faça o que digo, mas não faça o que prático.

E segue o cururú em ritmo de sirirí.

 

Gosta de boa música? Clique aqui e ouça a  jfm2.radio.br  A Máquina do Som

Comentários

0 Comentários

DÊ A SUA OPINIÃO!