COMISSÃO VÊ IMPROBIDADE E PROPÕE IMPEACHMENT DE EMANUEL

Foto Luiz Alves

Como previsto a casa de Emanuel na câmara começa a desmoronar.

O movimento das ruas, condenando as ações que vem a cada dia brotando na mídia, começam a balançar os vereadores, emparedando os nobres edis pela população Cuiabana, que sabidamente discorda da blindagem que fazem ao entorno do Prefeito e das acusações a que tem sido submetido.

A reprovação dos pedidos de impeachment feitas de forma unilateral, dando bananas para a opinião pública, tem provocado nas andanças dos vereadores em suas bases cobranças até agressivas.

Já existem relatos de cidadãos vaiarem, xingarem e bradarem aos quatro ventos em restaurantes e eventos, palavras de baixo calão, repreensões e ameaças que só tendem a crescer se os vereadores continuarem neste “esqueminha” de tapar sol com peneiras e se fazerem de desentendidos.

Contra fatos, provas e gravações não existem argumentos e como tal, a submissão que se assiste, vem trazendo desconfianças de que a conivência, participação e concordância com os atos ilegais praticados, foram avalizados e usufruídos pela maioria dos vereadores que formam a base.

Lealdade é um sentimento que demonstra honra e princípios, mas como tudo tem limite e consequências, esta fidelidade está derretendo com o grito antes rouco, agora volumoso, que vai se assistindo nas ruas, redes e rodas por toda a capital.

Senso de justiça, desejo de passar a limpo e intimações de eleitores, até outro dia ignoradas com sorrisos e arrogâncias, estão fazendo da vida do bloco da tropa de choque, um inferno que vai levá-los a clausura, saída nos bancos abaixados e daqui a pouco, nos porta-malas dos carros que entram e saem do palácio legislativo municipal.

Coragem e enfrentamento tem limites e as reações podem tomar um rumo mais violento se as coisas continuarem assim.

Vão ignorando, no achismo de que fins justificam meios, isso pode enterrar carreiras promissoras e deixar muita gente com pirulitos nas mãos.

 

Gosta de boa música? Clique aqui e ouça a  jfm2.radio.br  A Máquina do Som

Comentários

1 Comentário

DÊ A SUA OPINIÃO!