• Home
  • Geral
  • Nego do Borel alfineta Duda Reis, nega estupro de Dayane Mello e diz cogitar suicídio
Reprodução

Nego do Borel alfineta Duda Reis, nega estupro de Dayane Mello e diz cogitar suicídio

Após um fim de semana conturbado, com direito a mais uma polêmica, o nome nos Trending Topics do Twitter e expulsão de ‘A Fazenda’, Nego do Borel, como havia prometido, veio a público para se pronunciar sobre as acusações de abuso.

O cantor, que foi expulso do reality show A Fazenda após internautas o denunciarem por abuso da participante Dayane Mello, que estava totalmente embriagada ao ponto de não conseguir trocar de roupas sozinha, começou negando acusações feitas pela ex-namorada, Duda Reis.

“Mais uma vez injustiçado e mais uma vez não tenho voz. Vim aqui esclarecer algumas coisas que estão acontecendo. Vou começar com o que estava acontecendo aqui fora antes do reality. Durante esses meses, venho sendo acusado de várias coisas”, começou.

“Assim como de eu ter fuzil dentro da minha casa e a polícia achou o de paintball. Fui acusado de passar doença, HPV, fiz todos os exames, constrangimento, nunca tive nenhuma doença e não tenho. Fui acusado de ter dois milhões na minha casa, polícia veio aqui e pegou 420 mil em dinheiro. A polícia liberou porque a gente provou que o dinheiro é lícito. Fui acusado de ser racista. Eu? venho da favela, sou preto, meus amigos pretos, minha família preta… Não tenho nem argumentos para isso. Todas essas coisas que venho sendo acusado e provando o contrário junto com a polícia, não têm tido valor. As pessoas ainda estão me julgando. A minha voz não vale de nada. Hoje vejo o racismo escancarado”, começou ele, se referindo ao processo de violência doméstica que Duda começou contra ele, que ainda está correndo na justiça.

“Entrei para o reality e tem uma pessoinha que não sei porque não segue a vida dela, levanta pautas falando do meu nome… Sendo que sempre quando eu toco nessas questões que nós vivemos lá atrás, eu toco para me justificar e me explicar. Eu não fico atacando, falando que pessoa é isso ou aquilo. Está na mão da polícia e da Justiça. Não sei o que acontece que a pessoa fica tocando no meu nome o tempo inteiro”, disse citando a ex-namorada, que o acusou de ser abusivo no início deste ano.

Expulsão

Nego ainda falou sobre a relação com Dayane e afirmou que não sabe o motivo de ter sido expulso. “Até agora não entendi porque estou aqui na minha casa. Conheci a Day, pessoa maravilhosa, gentil, simpática, a gente acabou se envolvendo e gostando um do outro e aconteceu o que aconteceu. Até agora não consegui entender se foi pelo fato de a Dayane ter dormido comigo no estado que ela estava. Primeiramente, quero pedir perdão para a minha mãe, avó e minhas tias, que são mulheres. Eu não vi maldade. Vocês podem ver que quando ela fala ‘não’, eu vou dormir e não faço mais nada. A gente não se relaciona. Eu não forço nada, simplesmente fui dormir. Não fiz nada. Amei dormir com ela. Estou fora, mas estou triste. Não sei mais o que eu falo. Minha palavra não tem importância”, disse ele.

“Dormi ao lado de uma pessoa alcoolizada. Eu estava querendo ficar com ela e ela querendo ficar comigo. Isso não era dali, já tinha uma história. Depois disso tudo, da noite que dormimos juntos, na piscina, ela fala que quer dormir comigo de novo, a gente fica junto, abraçado. Não estou entendendo. Vou acabar tirando a minha vida, não estou blefando”, ameaçou.

“Amigos se afastaram, figuras femininas não chegam perto de mim… Não sou um santo. Tenho os meus problemas e estou me cuidando. Sou um cara explosivo, intensivo, impaciente… Estou cuidando disso. tenho que ter algum defeito, não tem como ser perfeito. Estou lutando para provar a minha inocência. Se eu fosse bandido, era para eu estar preso. Vamos acreditar na polícia. Não sei mais o que fazer. Não sei mais o que eu faço da minha vida. Covardia o que estão fazendo comigo. Vocês vão acabar tirando a minha vida. Estou depressivo, mal e muito quebrado. Não sou um monstro, não sou um violentador.”

Para quem não acompanhou, no último sábado (25), a RecordTV decidiu por expulsar o peão depois da pressão popular e dos patrocinadores, que não queriam a sua imagem associada a um suposto crime. Na madrugada de sábado o nome do cantor foi um dos mais comentados depois que ele se deitou com a participante e internautas ouviram alguns barulhos e a modelo pedindo que ele parasse por ter uma filha, interpretando que eles teria começado uma relação mais íntima.

A equipe de Day alegou que ela estaria desacordada em alguns momentos, tamanha a sua embriaguez – classificando, assim, o possível envolvimento dos dois como abuso de vulnerável, já que por estar embriagada ao ponto de precisar de outros para se trocar, ela não estaria sã para responder por seus atos.

Caso de polícia

Para o Notícias da TV, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que a delegacia de Itapecerica da Serra intimará o cantor para prestar depoimento. “A unidade analisa as imagens dos fatos e realizará a oitiva do suspeito”, pontuou o órgão.

A repercussão das imagens que viralizaram na web no sábado (25) foi tanta que a polícia abriu um inquérito para investigar o caso. Após a expulsão, Adriane Galisteu se emocionou com a polêmica e, ao vivo, fez um apelo aos telespectadores.

“Quero dizer para vocês que, depois de tudo o que aconteceu, depois de tudo isso, vale o recado. Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher alcoolizada diz sim, também é não”, comentou a apresentadora.

 

 

Via MSN.com