• Home
  • Política
  • NEM BOLSONARO. NEM LULA. HÁ CHANCES PARA UMA TERCEIRA VIA?
Fotomontagem O Globo

NEM BOLSONARO. NEM LULA. HÁ CHANCES PARA UMA TERCEIRA VIA?

Por Jeverson Missias de Oliveira *

As dificuldades encontradas por Jair Bolsonaro, desde sua posse, para imprimir um ritmo de governo compatível com sua proposta de campanha, aliados aos desgastes naturais enfrentadas por todos os governantes, que após a posse, percebem que há uma enorme distância entre o discurso e ação administrativa.

A candidatura e eleição de Bolsonaro, um player nunca considerado de potencial eleitoral, surpreendeu a muitos.

Então filiado ao PSL, um partido pequeno, sem estrutura, com um acanhado fundo partidário, portanto de poucos recursos financeiros. Aparentemente essa sua ideia estava fadada ao insucesso. Entretanto, nada disso teve peso.

O Brasil vivia um momento de “cansaço” com os governos do partido dos trabalhadores, culminando com a retirada de Dilma Rousseff do mandato presidencial.

Esse fato potencializou o desejo de “passar o Brasil a limpo”, com a operação lava jato em andamento, produzindo provas de falcatruas de diversas ordens.

Esse foi o combustível que Bolsonaro utilizou. E diga-se passagem com bastante presteza.

Final de 2019. Após um ano de governo, ainda pregando muitas ideias, estava a cavalheiro para abrir caminho para a sua reeleição em 2022. E claro, não contava com 02 variáveis avassaladoras que o esperavam ainda no desabrochar de seu mandato.

Primeiro a pandemia produzida pelo coronavírus que mudou completamente o rumo do governo, com necessidade de ações táticas. Algumas não percebidas e mal estruturadas, contribuíram com desgastaste do seu governo.

Em seguida, o supremo tribunal federal, assim como se estivesse tentando corrigir o “rabisco” dado à constituição federal, no caso da prisão em segunda instância que culminou com a retirada de Lula do cenário político-eleitoral de 2018, o inseriu novamente no campo da disputa.

Porém, sabe-se que muita gente, mesmo lula sendo liberado dos processos, o acha culpado. Dessa forma a condenação moral está instituída.

Então, essas pesquisas que mostram lula á frente de Bolsonaro nas intenções de votos não são verdadeiras?

São. As entrelinhas mostram que não servem para a maioria, a reeleição de Bolsonaro, nem mesmo o voto em Ciro Gomes, João Dória ou outras figurinhas carimbadas. O voto em Lula seria uma forma de protesto e uma declaração clara de que Jair Bolsonaro, já deu. Não é mais o candidato daqueles que o ajudaram na sua eleição em 2018, ao considerara-lo o “menos pior”.

Logo, está aberta a porta para uma candidatura que tenha um perfil diferente do que conhecemos.

Quem seria essa figura?

* Jeverson Missias é Bacharel em Direito, Economista, com Pós Graduação em Cieências Políticas e Administração Pública. É radialista e Jornalista. É o Editor desse Portal.

VEJA VÍDEO NO YOUTUBE COM ESSE CONTEÚDO: