• Home
  • Saúde
  • Covid-19: DF tem 97,46% dos leitos de UTI ocupados na rede pública
(crédito: Breno Esaki/Agencia Saude)

Covid-19: DF tem 97,46% dos leitos de UTI ocupados na rede pública

Ao todo, o DF tem 206 leitos de covid-19 distribuídos em dez hospitais da rede de saúde. Desses, 192 estão ocupados, cinco estão disponíveis e nove estão bloqueados ou aguardando liberação

 

O Distrito Federal tem apenas cinco leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) disponíveis para pacientes com a covid-19 na rede pública, na tarde deste domingo (28/2). De acordo com informações da Secretaria de Saúde do DF, a taxa de ocupação total, incluindo leitos do tipo adulto, pediátrico e neonatal, é de 97,46%.

Ao todo, o DF tem 206 leitos de covid-19 distribuídos em dez hospitais da rede de saúde. Desses, 192 estão ocupados, cinco estão vagos e nove estão bloqueados ou aguardando liberação.

Dados da Sala de Situação, divulgados pela Secretaria de Saúde do DF
Dados da Sala de Situação, divulgados pela Secretaria de Saúde do DF(foto: Reprodução)

Ainda na tarde deste domingo, 83 pacientes aguardam uma unidade de terapia intensiva, sendo 24 casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus.

Rede privada

Nos hospitais privados do DF a situação não é diferente. Dos 216 leitos, 185 estão ocupados, cinco estão bloqueados e apenas 26 estão disponíveis. A taxa de ocupação de UTIs adulto é de 87,56% e de pediátrico, de 100%.

Dados da Sala de Situação, divulgados pela Secretaria de Saúde
Dados da Sala de Situação, divulgados pela Secretaria de Saúde(foto: Reprodução)

Mais leitos

Neste sábado (27/2), após reunião com os secretários, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, informou que abrirá mais 150 unidades de terapia intensiva (UTI) para atendimento de pacientes com o novo coronavírus. A previsão é que até sexta-feira (5/2), a rede pública tenha mais 100 leitos disponíveis para atender a demanda de pacientes. E na outra semana, serão liberados mais 50 vagas.

Apesar da liberação de mais leitos, a ocupação das unidades tem ocorrido de maneira rápida na capital federal. A cada liberação de novos leitos, em menos de 24h, as vagas são ocupadas.

De acordo com os dados da Sala de Situação, divulgados pela Secretaria de Saúde, na manhã deste domingo, havia apenas uma vaga no Hospital de Base, cinco no Hospital de Campanha da Polícia Militar e sete no Hospital Daher. Por sua vez, às 14h40, restavam apenas quatro unidades no Hospital de Base e uma no Hospital de Campanha da Polícia Militar.

Fonte: Correio Braziliense