• Home
  • Mundo
  • Suprema Corte permite contagem de votos que chegarem depois da eleição na Pensilvânia e na Carolina do Norte

Suprema Corte permite contagem de votos que chegarem depois da eleição na Pensilvânia e na Carolina do Norte

Em duas decisões consideradas favoráveis ao partido de Joe Biden, candidato democrata à Presidência dos EUA, a Suprema Corte decidiu, nesta quarta-feira (28), que cédulas de voto enviadas por correio na Pensilvânia e na Carolina do Norte poderão ser contabilizadas mesmo que cheguem dias depois da eleição, marcada para a próxima terça (3).

No caso da Pensilvânia, o tribunal já havia decidido anteriormente aceitar a entrega das cédulas até 6 de novembro, mas membros do partido do atual presidente, Donald Trump, pediram que a votação fosse refeita, contando com o apoio presumido da juíza ultraconservadora Amy Coney Barrett, indicada por Trump e recém-empossada.

Segundo uma porta-voz do tribunal, entretanto, Barrett não participou da decisão “devido à necessidade de uma resolução imediata e porque ela não teve tempo de revisar completamente os arquivos das partes”.

Na Carolina do Norte, a Suprema Corte atendeu um pedido das autoridades eleitorais do estado e estendeu o prazo de recebimento dos votos até 12 de novembro, desde que as cédulas tenham sido postadas no correio até o dia da eleição.

 

 

 

Infográfico – 29.10.2020 – Plebiscitos estaduais nos EUA em 2020. 

Informação via FolhaPress, SP