• Home
  • Saúde
  • Madri é primeira capital da Europa a adotar 2º lockdown contra a covid-19
© pexels Capital da Espanha é o pior foco de infecção da Europa

Madri é primeira capital da Europa a adotar 2º lockdown contra a covid-19

Madri começou o 2º lockdown na noite de 6ª feira (2.out.2020). É a 1ª capital europeia a reestabelecer o confinamento rígido devido à pandemia de covid-19. O novo bloqueio deve durar ao menos 14 dias, e pode ser estendido se necessário. A região é o pior foco de infecção da Europa.

Os 4,8 milhões de moradores da capital espanhola e de outras 9 cidades-satélites poderão sair da região apenas para deslocamentos essenciais. A prefeitura madrilenha, conservadora, obedeceu com relutância à ordem do governo federal, socialista, de proibir viagens –só estão permitidas para estudo, trabalho, cuidados de saúde e compras. A medida também amplia o confinamento já em vigor em áreas mais pobres da cidade, com taxas altas de infecção.

Restaurantes e bares vão fechar mais cedo e terão a capacidade reduzida pela metade, assim como academias de ginástica e lojas. As novas restrições não são tão rígidas quanto as março, quando as pessoas foram proibidas de sair de casa. Parques e playgrounds podem permanecer abertos, mas reunião com mais de 6 pessoas seguem proibidas em ambientes fechados e ao ar livre.

A chefe regional de Madri, Isabel Díaz Ayuso, é contra as restrições e entrou com recurso. Ela se preocupa com o dano econômico e acusa o governo federal de ultrapassar suas prerrogativas ao ordenar as medidas.

No Twitter, Díaz Ayuso disse, na 6ª feira (2.set), que seria possível ir de Berlim a Madri, mas não a Parla,. “A partir de amanhã [3.set] você pode chegar a Madrid saindo de Berlim, mas não saindo de Parla. Obrigado pelo caos, Pedro Sánchez [premiê espanhol]”, escreveu. Parla é uma cidade ao sul da capital espanhola.

A Espanha tem 789,9 mil casos e 32.086 mortes pela covid-19, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. O país tem 686 mortes por milhão de habitantes.

 

Do PODER 360