• Home
  • Geral
  • Novo ministro da Educação deverá ser sabatinado por deputados
Ministro da Educação, Milton Ribeiro. - Foto Isac Nóbrega / PR

Novo ministro da Educação deverá ser sabatinado por deputados

Um dos primeiros compromissos do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, será participar de uma sabatina no Congresso Nacional. Antes mesmo da nomeação dele, na última quinta-feira, um pedido de convocação do professor e pastor já circulava na Câmara. Autor da proposta, o deputado federal Professor Israel Batista (PV-DF) explicou que o requerimento foi motivado pela falta de coordenação dos ex-ministros do governo Bolsonaro que ocuparam a pasta.

“Nossa intenção não é intimidar ou fechar o cerco, mas abrir o diálogo e ter a certeza de que as pautas do MEC serão baseadas em mais ação e menos discursos ideológicos que só geram curtidas nas redes e nada resolvem”, esclarece Israel Batista. Pouco conhecido no meio, Milton Ribeiro defendeu o ensino público, o “diálogo com educadores” e o Estado laico, no discurso de posse, na última quinta-feira. Mas não tocou em temas urgentes do setor, como o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os desafios impostos pela covid-19.

Para tratar de assuntos como esses é que os deputados pretendem promover uma sabatina com o quarto ministro da Educação do governo Bolsonaro. “É um momento importante, também, para que ele ouça o que os parlamentares da educação consideram medidas prioritárias”, pontua. Ele avisa que cobrará do ministro um planejamento estratégico para a Educação. O requerimento conta com mais de 100 assinaturas, entre as quais, as de Tabata Amaral (PDT-SP), Alessandro Molon (PSB-RJ) e Zé Silva (Solidariedade-MG).

 

As informações são do CORREIO BRAZILIENSE