• Home
  • Brasil
  • Onze aviões são apreendidos em operação da PF contra tráfico de drogas

Onze aviões são apreendidos em operação da PF contra tráfico de drogas

Onze aviões foram apreendidos nesta quarta-feira (4) na operação Voo Baixo, deflagrada pela PF (Polícia Federal) em quatro estados para combater o tráfico internacional de drogas.

A operação, que também prendeu 11 pessoas temporariamente, teve como objetivo desarticular em São Paulo uma quadrilha que atua no tráfico de drogas a partir da Bolívia. Um empresário de São José do Rio Preto que comandava o grupo foi detido. Conforme a PF, ele comprava e distribuía cocaína vinda do país vizinho.

Os aviões apreendidos eram utilizados na rota entre a Bolívia e o Mato Grosso do Sul e daquele estado para São Paulo. A droga também era transportada por rodovias entre os dois estados, com o uso de veículos com compartimentos especiais para esconder a cocaína.

Segundo o delegado da PF Mauricio Galli, a estimativa é que, por mês, a quadrilha trouxesse para o Brasil 1,5 tonelada de cocaína, dos quais 85% eram destinados à Europa, escoando pelo porto de Santos.

Embora tenham sido apreendidas 11 aeronaves, o número pode ser ainda maior, de acordo com ele. Outras duas já estão vinculados à operação, mas um levantamento da PF mostra que o total pode chegar a 19.

“Elas pousam em pistas clandestinas existentes em fazendas no interior do Mato Grosso do Sul. Os planos de voo que o piloto indica para a torre não são aqueles que são inicialmente estabelecidos, nem origem e destino. Fizemos apreensões que indicam a localização de outras pistas e a forma como procedia a organização criminosa em relação ao transporte por via aérea”, disse o delegado.

A investigação da PF mostrou que a droga entrava no Brasil já custando 300% a mais que no país produtor e, na Europa, chegava a valer até 5.000% a mais em relação à origem.

A investigação da PF teve início em maio do ano passado e, desde então, foram apreendidas 2,6 toneladas de cocaína.

Além de 13 mandados de prisão temporária –2 ainda não concluídos–, policiais cumpriram 33 mandados de busca e apreensão em 16 cidades, 10 delas em São Paulo –São José do Rio Preto (8), Araçatuba (4), Pereira Barreto (3), Campinas (2), Dourado, Guararapes, Jaú, Ribeirão Preto, São Paulo e Vargem Grande Paulista (1 em cada). Também houve mandados cumpridos em outros três estados: Santa Catarina, Bahia e Mato Grosso do Sul.

Além das aeronaves apreendidas, a PF pediu o sequestro de três fazendas ligadas a traficantes presos.

Os presos responderão por tráfico de entorpecentes e associação ao tráfico e estão sendo investigadas por lavagem de dinheiro, já que mantinham empresas supostamente de fachada, segundo Marcelo Ivo de Carvalho, delegado regional de combate ao crime organizado.

 

 

Marcelo Toledo