• Home
  • Alô Prefeito
  • Mais de mil alunos estão aptos ao mercado de trabalho e Cuiabá têm desemprego abaixo da média
Foto: Vicente Aquino

Mais de mil alunos estão aptos ao mercado de trabalho e Cuiabá têm desemprego abaixo da média

A Prefeitura de Cuiabá certificou mais 1.171 alunos do Qualifica Cuiabá 300 anos, nesta terça-feira (26), no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. As turmas são referentes a 1ª e 2ª etapa da edição 2019 do programa que oferta três mil vagas ao todo, o dobro em relação ao ano passado.

As duas edições do projeto, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro e promovido pela Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, disponibiliza ao mercado de trabalho, em menos de um ano, cerca de 2.931 pessoas qualificadas nas áreas de alimentos e bebidas, construção civil, gestão, tecnologia da informação e têxtil e vestuário.

O Senai desenvolve uma análise chamada ‘Mapa do Trabalho’ qual define quais as necessidades de qualificação de acordo com a realidade da cidade. Esse insumo é o principal fator para o Qualifica 300, como é popularmente conhecido, ofertar à população capacitação associada com a demanda requisitada em Cuiabá.

“É uma verdade dizer que o projeto Qualifica ampliou as oportunidades de qualificação profissional em áreas que possuem demandas de emprego. Seja em áreas transversais como a de gestão ou recepcionista que precisa em hotel ou alguma instituição privada. O montador e reparador de computador que qualquer empresa necessita; o auxiliar administrativo. Essa é a realidade que Cuiabá passa onde tem tornado possível maior empregabilidade”, justificou o Carlos Bragni, diretor de Cursos do Senai.

Cuiabá surge como a 10ª capital na criação de emprego formais no ranking que abrange as 26 capitais brasileiras e o Distrito Federal. A taxa de desemprego na capital mato-grossense também teve redução de 1,1% do 1º trimestre para o 2º, além de apresenta média (10%) abaixo da registrada nacionalmente (12,3%).

Segundo o prefeito Emanuel Pinheiro, a administração tem cada vez mais pensado em soluções para criar oportunidades para as pessoas mudarem de vida e o Qualifica 300 representa essa máxima na gestão. “É oferecer oportunidade aos pais, as mães, aos filhos e até aos avós cuiabanos. O Qualifica está levando oportunidade para todas as idades e a todas àquelas pessoas que estão em busca de melhorar de vida. Seja o jovem, na mira do seu primeiro emprego, seja o idoso, que queira estar na ativa, se sentindo valorizado e prestativo à sociedade. A Cuiabá dos 300 anos é a terra de oportunidade para que a nossa gente tenha mais dignidade”, destacou.

Essa edição do programa trouxe cursos de vários perfis específicos para determinadas faixas etárias. Segundo informações do próprio Senai, foram 468 jovens até 19 anos; 1221 adultos entre 20 e 59 anos; 65 idosos de até 60 anos e nove Portadores de Necessidades Especiais.

Além disso, entre as novidades pensadas para o segundo ano está o oferecimento de vagas para a população migrante e a em situação de rua. Nesses dois grupos de extrema situação de vulnerabilidade social foram totalizados em torno de 60 pessoas certificadas com a conclusão dos cursos.

“Nós pensamos nas pessoas que deixam seus países por diversos motivos e procuram oportunidade em nossa terra. É a nossa obrigação como cidadão, como Poder Público, acolhê-los e mostrar a receptividade cuiabana e nosso amor e carinho. Além disso, pensamos na população de rua que tanto necessita do nosso olhar e da nossa atenção para promover condições de tira-los da rua e almejar uma vida mais digna com prosperidade”, contou a primeira-dama Márcia Pinheiro.

Ao todo, pouco mais de 2,9 mil pessoas já foram certificadas pelo Qualifica 300 e estão aptas a disputar vagas ao mercado de trabalho. Outras 1,8 mil vagas ainda serão preenchidas e certificadas na 3ª etapa dessa edição do programa prevista para iniciar as aulas em fevereiro de 2020.

A ação que visa levar cursos profissionalizante de forma gratuita à população tem a preocupação de garantir a acessibilidade do cidadão em vulnerabilidade social dado que as aulas são ministradas nos 14 Centros de Referência em Assistência Social espalhados por toda Cuiabá, além de disponibilizar cinco carretas móveis pelos bairros mais carentes.

 

 

Informações da Prefeitura de Cuiabá