• Home
  • Alô Prefeito
  • Servidores recebem palestras sobre prevenção do câncer de próstata
Davi Valle

Servidores recebem palestras sobre prevenção do câncer de próstata

Com o tema “Cuidar da saúde também é coisa de homem”, o médico urologista Fernando Leão Costa ministrou uma palestra aos servidores da Prefeitura de Cuiabá com o tema “Cuidar da saúde também é coisa de homem”. O evento aconteceu para marcar o início da campanha de prevenção ao câncer de próstata, o Novembro Azul.

De acordo com o Dr. Leão, a ideia é tentar conscientizar os homens sobre os cuidados necessários que se devem tomar em relação à prevenção da doença. Ele destaca que ainda existe o medo e o preconceito, porém com um trabalho sério e a divulgação das campanhas estes “fantasmas” tendem a diminuir. “Ainda nos deparamos com muita resistência, mas quando começamos a palestra o bate-papo, as dúvidas começam a serem sanadas e com isso na maioria das vezes os homens começam a confiar no profissional e acabam até marcando uma consulta”, explica.

Para o médico, esses eventos promovidos pela Prefeitura são de grande importância, já que despertam a luta da prevenção do câncer de próstata, dando a oportunidade de levar para os servidores, informações e alertas que muitas vezes salvam vidas.

Segundo o servidor da secretaria de Gestão, Jandir Tavares, uma palestra voltada para saúde do homem é interessante, pela quantidade de informação que se é ofertada. “Infelizmente nós homens ainda cuidamos bem menos da saúde do que as mulheres, muitas vezes por falta de esclarecimento, medo. Essas palestras nos despertam para darmos mais atenção na nossa saúde, independente de preconceito ou não. Muito gratificante fazer parte de uma equipe que valoriza e pensa nos servidores, tirei muitas dúvidas com o médico”, finaliza.

A CAMPANHA

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

 

COM INFORMAÇÕES/ PREFEITURA DE CUIABÁ