• Home
  • Política
  • Por falta de provas, denúncia contra vereador Adevair Cabral é arquivada
câmara municipal dos vereadores

Por falta de provas, denúncia contra vereador Adevair Cabral é arquivada

Em 2017 o vereador Adevair Cabral (PSDB) foi acusado de realizar festas com a presença de menores que se prostituiriam, essas ocorrências estariam acontecendo em Várzea Grande, na sede da Aspe segundo uma denúncia anônima. O procedimento foi aberto no dia 31 de agosto de 2017 na 9ª Promotoria de Justiça,. Tal denúncia levou o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) a iniciar a investigação para apurar crimes descritos no Código Penal como favorecimento da prostituição, exploração sexual de vulnerável e crimes contra a criança e o adolescente (artigos 218, 228 e 229 do CPP). 

Investigadores da Polícia Civil fizeram diligências na Aspe e ao conversarem com o caseiro ouviram que o clube não realizava festas noturnas há quatro meses e que as festas relatadas na denúncia anônima poderiam estar acontecendo em um clube que fica nos fundos da Aspe.

Por falta de provas contra Adevair, o promotor de Justiça, Luciano Freiria de Oliveira, pediu  em 06/11 o arquivamento de investigação preliminar para apurar a denúncia anônima feita em 2017.Em conversa com o DAYNEWS o vereador diz que não é mais presidente da Aspe, o local está arrendado, e tudo isso é perseguição “ O vereador Abilio Junior está perseguindo todo mundo aqui na casa, uma pessoa que se diz ser evangélica da assembleia de Deus, onde a igreja preza pela a família e ele tenta destruir famílias”.

Depois do transtorno da denúncia o vereador diz estar abalado, e no momento não sabe se vai se candidatar a uma nova reeleição, e sobre ser cogitado a uma possível  vice futura  na chapa do prefeito Emanoel Pinheiros ele disse que não pediu tal cargo “ Eu não pedi para ser vice, nem sabemos se vamos ser candidato a reeleição”. No momento, de acordo com o vereador ele vai primeiro sanar as supostas acusações, para limpar o nome dele e provar que nada disso é verídico.

 

COM INFORMAÇÕES THIAGO CLEITON/ DAY NEWS

*Estagiário sob supervisão de Jeverson Missias de Oliveira