• Home
  • Política
  • Comissão de Saúde e vereadores cobram explicações da Prefeitura sobre novo HMC e São Benedito
CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

Comissão de Saúde e vereadores cobram explicações da Prefeitura sobre novo HMC e São Benedito

Comissão de Saúde da Câmara de Cuiabá realizou uma Audiência Pública com a finalidade de ouvir explicações da Secretaria de Saúde e da Empresa Cuiabana de Saúde acerca do funcionamento do setor após a inauguração do novo Hospital e Pronto Socorro da Capital, bem como a utilização do antigo prédio onde funcionava a unidade de saúde, localizada Rua General Valle no bairro Bandeirantes.

Além disso, também foi debatido questões referente ao plano estratégico adotado pelo Hospital São Benedito.

O Presidente da Comissão, vereador Ricardo Saad (PSDB), disse que a reunião foi uma oportunidade para os vereadores sanarem todas suas dúvidas, “pois as Sessões Plenárias estavam contaminadas por muitas discussões a esse respeito”, justificou.

O Diretor Geral da ECS, Alexandre Beloto, que foi o principal inquirido, afirmou que o HMC, que deve ser inaugurado no próximo dia 19, “vai estar funcionando com 100% de sua capacidade já no dia anterior”, garantiu.

O Assessor Técnico da ECS, Wellithon Arruda, mostrou resultados alcançados pelo Hospital São Benedito, que também era objeto de dúvidas dos vereadores. Segundo o técnico, no HSB, durante a gestão do Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) foram realizados 16.911 atendimentos, sendo mais de 13.500 consultas, 5.698 exames especializados, 233 tratamentos intensivos, 15 internações e cerca de 37 quimioterapias. Arruda afirmou que o hospital “funciona como previsto e é a maior unidade de saúde do estado, com isso Cuiabá fez uma virada de página na saúde e a Capital escreve uma nova história”.

Contrariando o entusiasmo do Assessor Técnico, o vereador Dr. Xavier (PTC) asseverou que “a página será virada quando as pessoas mais carentes – lá da ponta – estiverem bem assistidas, porque são elas os pacientes da saúde municipal”. Para ele, essa ‘virada de página’ pode acontecer com a implantação de um sistema eficiente de medicina preventiva. O vereador, porém, reconheceu “um grande avanço no setor”.

O vereador Abílio Júnior (PSC) disparou perguntas diretas ao Diretor Beloto: o HMC vai estar funcionando plenamente no dia 19 (data da inauguração) a dispensa de licitação para contratações tem respaldo legal o pagamento de V.I. é legal.

O diretor respondeu que sim, o HMC está pronto para ser inaugurado, a dispensa de licitação tem autorização judicial para ocorrer, para contratações emergenciais e o pagamento de V.I. é feito segundo as regras da CLT.

Já o vereador Marcrean Santos (PRTB), que considera a saúde o ‘calcanhar de aquiles’ das administrações municipais, disse que o Prefeito está fazendo muito pela população cuiabana, com novas UPAS e postos de saúde, mas frisou que “muito ainda precisa ser feito, pois Cuiabá espera por essas obras faz muito tempo”.

O líder do Prefeito na Casa, vereador Luís Cláudio (PP) indagou sobre a situação de pacientes internados no atual PS que não puderem ser transferidos para o HMC. Beloto respondeu que essa situação está sob controle, pois no PS vão ser mantidos os leitos de retaguarda com as devidas equipes para essa finalidade.

O vereador Felipe Wellaton (PV), após ouvir as explicações, questionou a capacidade do HMC em absorver a demanda de 300 pessoas ao dia, em média, já que a unidade a ser inaugurada possui 315 leitos, e o velho PS com pouco menos que isso (275), vive em situação de caos.

Beloto explicou que a saúde em Cuiabá passa a funcionar em rede com as novas unidades, assim, com o HMC, mais o São Benedito, vai ser possível gerenciar essa demanda, evitando o caos. Ele disse também que o atendimento moderno na saúde recomenda que o paciente seja atendido e mandado para casa, as modernas técnicas de tratamento liberam o paciente em pouco tempo.

Ao final, o Presidente da Comissão Ricardo Saad, pontuou que “a saúde tem muitas páginas para ser viradas, esta é só uma delas”, e justificou que isso acontece porque as pessoas nascem, adoecem, envelhecem, e precisam do serviço. E concluiu recomendando que “temos que virar uma página de cada vez”.

COM INFORMAÇÕES Etevaldo de Almeida/ Câmara Municipal de Cuiabá