• Home
  • Saúde
  • Médico faz alerta sobre melatonina, hormônio cada vez mais usado para dormir
VOLHA KHALETSKAYA/SHUTTERSTOCK

Médico faz alerta sobre melatonina, hormônio cada vez mais usado para dormir

Produzida pela glândula pineal, localizada no cérebro, a melatonina é o hormônio responsável por controlar nosso ciclo de sono e vigília, ou seja, o relógio biológico.

Em uma pessoa saudável, ela começa a ser produzida assim que o sol se põe, atinge o máximo de concentração na madrugada e volta a cair quando o sol nasce.

Atualmente, a melatonina tem sido cada vez mais usada sem indicação ou orientação médica para combater insônia. Muitas pessoas acreditam que a substância é natural e que, portanto, pode ser usada indiscriminadamente. E este é um erro grave, alerta o psiquiatra Caio Bonadio.

Melatonina NÃO deve ser tomada sem indicação

De acordo com o médico, a melatonina é um hormônio e, se usada por conta própria, sem acompanhamento médico, pode provocar efeitos colaterais, uma vez que, no fim das contas, o indivíduo estaria fazendo uma terapia hormonal de forma equivocada e, muitas vezes, desnecessária.

Existem apenas duas indicações formais para o uso da melatonina na medicina: para transtornos do ritmo circadiano e transtorno comportamental do sono REM, afirma o psiquiatra, que ainda cita outras situações em que ela pode ser usada: pacientes com câncer e dor crônica, crianças autistas com insônia, idosos com deficiência de produção de melatonina e pessoas com demência.

O médico diz que antes de tomar qualquer medicação para insônia, deve-se investigar os hábitos de sono do paciente, sua rotina de trabalho, se toma algum remédio, se usa substâncias ilícitas e se tem algum problema de saúde.

Mais de 90% dos casos de insônia são resolvidos com uma simples orientação de bons hábitos de sono ou até mesmo com a Terapia Cognitiva Comportamental para Insônia, que é hoje em dia o tratamento mais eficaz para combater o problema, garante o especialista.