Responsabilidade Social

 

 

José Rodrigues Rocha Júnior é Advogado, Professor, Palestrante, Consultor, Escritor, Presidente da Comissão de Cultura e Responsabilidade Social da OAB/MT.

A Responsabilidade Social é uma cultura que precisa ser mais difundida na sociedade como um todo. Cada um de nós, cidadãos e seres humanos, temos como contribuir para que a sociedade seja melhor. Independente de nossa condição financeira.

A demonstração de amor ao próximo, o trabalho voluntário, a dedicação aos familiares, amigos e à comunidade, bem como o cumprimento de nossas obrigações enquanto cidadãos certamente corroboram para que tenhamos uma sociedade mais humana, mais justa e solidária.

A Responsabilidade Empresarial acontece quando de forma voluntária, as empresas adotam posturas, comportamentos e ações que promovem o bem-estar dos seus públicos interno e externo. Isso também pode ocorrer em ambientes institucionais de representação de classes profissionais, como ocorre no âmbito da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso.

Segundo Michael Porter, professor na Harvard Business School, considerado Pai da Estratégia Empresarial: “Essa atitude refere-se à responsabilidade geral das empresas por uma gestão sustentável em termos econômicos, ecológicos e sociais. Deve ser uma estratégia implantada de forma autêntica, e seus princípios devem ser incorporados à cultura da empresa, à sua missão e divulgados a seus funcionários e prestadores de serviços.

O foco da Responsabilidade Social precisa contribuir para o desenvolvimento sustentável, econômico, preservando recursos ambientais, culturais, oferecendo qualidade de vida a seus empregados, familiares, comunidade e gerações futuras, promovendo a redução da desigualdade social e uma sociedade mais justa”, diz Fábio Eon, co-fundador da ResponsabilidadeSocial.com.

A questão da Responsabilidade Social não está diretamente relacionada à assistência social, e sim ao compromisso em contribuir para que a sociedade seja melhor, em vários aspectos: cultural, ambiental, nutricional, educacional, etc.

A bem da verdade, os primeiros estudos que tratam do assunto iniciaram nos Estados Unidos, na década de 50, e na Europa, nos anos 60. Mas foi em 1953, nos EUA através da publicação Social Responsabilities of the Businessman, de Howard Bowen, que o tema recebeu atenção.

Segundo o Livro Verde da Comissão Europeia (2001), a responsabilidade social é um conceito segundo o qual, as empresas decidem, numa base voluntária, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo. Com base nesse pressuposto, a gestão das empresas não pode, e/ou não deve, ser norteada apenas para o cumprimento de interesses dos proprietários das mesmas, mas também pelos de outros detentores de interesses como, por exemplo, os trabalhadores, as comunidades locais, os clientes, os fornecedores, as autoridades públicas, os concorrentes e a sociedade em geral.

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, através da Lei 7.687/2002, teve a boa iniciativa de criar o Certificado de Responsabilidade Social de Mato Grosso, que promove o reconhecimento público das instituições, empresas, órgãos públicos e OSCIPs – Organizações Sociais de Interesse Público. Através dessa iniciativa divulga boas práticas realizadas no Estado anualmente.

A nossa esperança reside na crença no ser humano e na certeza de que todos nós podemos ser pessoas melhores a cada dia. Se cada um de nós buscarmos nos dedicar ao menos um pouco a fazer com que o nosso ambiente social seja melhor, sem sombra de dúvidas, nós iremos deixar um mundo melhor para os nossos filhos, do que recebemos de nossos pais.