• Home
  • Política
  • Situação de Bebianno segue difícil mesmo após ministro se reunir com Bolsonaro

Situação de Bebianno segue difícil mesmo após ministro se reunir com Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu no fim da tarde desta sexta-feira (15) com o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno.

A avaliação no Planalto é que, mesmo depois do encontro, a situação de Bebianno no governo é considerada difícil.

Por isso, a decisão foi aguardar o fim de semana para que haja uma nova avaliação política por parte de Bolsonaro na segunda (18).

Embora tenha ganhado uma sobrevida no cargo, Bebianno avisou a aliados que, para deixar o governo, terá que ser construída uma “saída honrosa”.

O encontro desta sexta foi organizado por ministros palacianos. Participaram, num primeiro momento, o vice-presidente Hamilton Mourão e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

Depois, num dado momento, Bolsonaro e Bebianno tiveram uma conversa reservada.

A conversa já havia sido pedida por Bebianno, que argumentava que precisava ter um diálogo franco com o presidente sobre o que estava acontecendo. Com informações de Gerson Camarotti (G1)

Após reunião, Bolsonaro sinaliza a aliados que Bebianno deixará o governo na segunda

Após reunião com Gustavo Bebianno acompanhada por ministros e pelo vice, Hamilton Mourão, o presidente Jair Bolsonaro sinalizou a integrantes do Palácio do Planalto que deve demitir o outrora aliado da Secretaria-Geral da Presidência.

A saída dele do governo seria formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial. Bolsonaro já teria, inclusive, deixado o ato de exoneração assinado. O presidente esteve com Bebianno no início da noite desta sexta (15).

A conversa entre os dois teria sido ríspida. A gota d’água, segundo integrantes do Planalto, foi o vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, entre Bolsonaro e Bebianno ao site O Antagonista e à revista Veja. Com informações da Folha de São Paulo