• Home
  • Polícia
  • Advogada filma momento em que é agredida pelo namorado em Goiânia; vídeo
Vídeo mostra jovem batendo na namorada, em Goiânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Advogada filma momento em que é agredida pelo namorado em Goiânia; vídeo

Imagens mostram jovem de 24 anos batendo na namorada, de 26, com murros e empurrões. Segundo a Polícia Civil, caso foi registrado e ele foi indiciado por lesão corporal, injúria, ameaça e violação de domicílio.

 

Uma advogada de 26 anos gravou o momento em que foi agredida pelo namorado, um piloto de 24 anos, dentro do apartamento em que mora, em Goiânia. As imagens mostram o jovem batendo na vítima, com socos, empurrões e puxões de cabelo (veja vídeo acima). De acordo com a Polícia Civil, ele foi indiciado por lesão corporal, injúria, ameaça e violação de domicílio.

G1 entrou em contato, por telefone, com o advogado do jovem, Romero Ferraz, e aguarda um posicionamento sobre o caso.

Na gravação, feita pelo celular da vítima, é possível ver o homem discutindo com a mulher e a agredindo. Em vários momentos a mulher faz apelos para que o namorado pare com as agressões.

“Para você está me batendo de novo. Para. Você vai me matar desse jeito. Você acabou de me dar um murro na cabeça”, grita a advogada no vídeo.

O homem, por sua vez, diz: “Fingida, eu vou te bater mais, porque você é fingida você me enganou esse tempo inteiro. Você me enganou”.

O caso ocorreu na madrugada do último dia 14 de dezembro, em Goiânia. Em depoimento, a vítima disse à polícia que as agressões ocorreram depois de uma festa de confraternização do trabalho dela. Ela afirma que havia esquecido um presente que ganhou em um restaurante, voltou com o namorado ao local e, no momento em que ele deixava ela em casa, não havia insistido para que ele ficasse. Segundo a advogada contou à polícia, isso provocou a “fúria” dele.

De acordo com a delegada Ana Elisa Gomes Martins, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), o homem compareceu à delegacia acompanhado de um advogado, mas ficou em silêncio durante todo o tempo. A investigadora revelou que os dois estão juntos há 3 anos, que a mulher já foi agredida outras vezes, mas que nunca havia denunciado antes.

“Ela vivia uma relação abusiva, uma relação violenta, com agressões anteriores, ofensas, ameaças. É importante esclarecer a todas as pessoas que as gravações não são indispensáveis. Se você sofreu uma violência, mesmo que não tenha testemunhas, mas se você sofre violências, é importante que você faça estas denúncias”, disse a delegada.

O homem não foi preso, segundo a delegada, pois está cumprindo a determinação de não se aproximar da namorada.

‘Abalada emocionalmente’

A jovem publicou, nesta quinta-feira (27), uma mensagem nas redes sociais em que ela afirma que os vídeos que mostram a agressão se tornaram virais na internet sem o consentimento dela, mas que, após a repercussão, ela está se preparando para dar um posicionamento oficial sobre o caso e ajudar no combate à violência contra a mulher.

“Graças a Deus estou bem fisicamente, porém abalada emocionalmente. Quanto aos vídeos, estes foram divulgados sem o meu consentimento e se tornaram virais, exigindo de mim uma postura que não me sinto ainda preparada, mas estou me fortalecendo para me pronunciar em breve e ajudar no combate à violência doméstica. Espero que tudo se resolva da melhor forma possível. Fiquem com Deus!”, escreveu.

Advogada se manifestou na internet após repercussão do caso, em Goiânia — Foto: Reprodução/TV AnhangueraAdvogada se manifestou na internet após repercussão do caso, em Goiânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Por Murillo Velasco, G1 GO