• Home
  • Saúde
  • Oito dicas para o bem-estar dos idosos no verão
© Pixabay

Oito dicas para o bem-estar dos idosos no verão

Temperatura alta afeta principalmente a saúde dos mais velhos e aumenta o risco de desidratação

 

Com a chegada do verão, é preciso ficar atento à hidratação. O alerta é da geriatra Ana Catarina Quadrante. “O corpo dos idosos tem menor reserva de água do que o corpo de pessoas mais jovens. Além disso, seu mecanismo da sede, responsável por controlar o ‘nível de água no organismo’, funciona de forma menos eficiente, fazendo com que sejam mais sujeitos a desidratação”, explica a médica.

O clima quente acentua o ressecamento do organismo. Se o corpo não consegue recuperar a água e os sais minerais, podem ocorrer sintomas como mal-estar, tontura, cansaço, sonolência, constipação, aumento dos batimentos cardíacos, dores de cabeça e até consequências mais graves, como infecções, insuficiência renal e quedas.

Como incentivo para beber mais água, uma das dicas é aromatizá-la, por exemplo, colocando na jarra hortelã ou frutas, como rodelas e cascas de laranja ou limão. Isso faz com que o sabor fique mais interessante ao paladar dos mais velhos.

Além de aumentar a oferta de chás e alimentos ricos em líquidos como frutas aquosas (melancia, melão e laranja), sopas, picolés ou gelatinas, outra medida é trocar um pouco o café com leite no lanche da tarde por sucos, vitaminas de frutas e até milk shake de sorvete para dar uma variada.

Na hora de tomar remédio, também é indicado aumentar a quantidade de água no copo, pois é mais um momento para estimular a ingestão de bebida. Assim como a água aromatizada, outra sugestão é preparar o gelo com frutas ou ervas e, depois, basta colocá-lo no copo com o líquido para dar um sabor a mais.

Como manter a hidratação

1 – Mesmo que o idoso não tenha sede, incentive a ingestão de líquidos como água, água de coco, sucos naturais a cada duas horas.

2 – O ideal é utilizar copos pequenos e com pouca água, mas várias vezes ao dia.

3 – Ofereça alimentos ricos em líquidos, como frutas aquosas (melancia, melão e laranja), sopas, picolés, gelatinas, entre outros.

4 – Bebidas açucaradas (como refrigerantes e sucos industrializados) não devem substituir a água.

5 – Uma dica é aromatizar a água com hortelã, ervas ou frutas, como rodelas e cascas de laranja ou limão.

6 – A cada oferta de medicação, aumente a quantidade de água no copo. Em vez de dar dois dedinhos, dê meio copo, por exemplo.

7 – Use protetor solar e roupas leves.

8 – Pratique atividade física em locais externos somente nos horários adequados, quando o sol não estiver muito forte.

Notícias ao Minuto