• Home
  • Mundo
  • NASA mostra lançamento de nave para Estação Espacial AO VIVO; assista
NAVE DRAGON, DA SPACEX (FOTO: FLICKR/NASA KENNEDY/CREATIVE COMMONS)

NASA mostra lançamento de nave para Estação Espacial AO VIVO; assista

Uma nave da SpaceX, provedora de carga comercial da NASA, foi enviada nesta terça-feira (4) para a sua 16ª missão de reabastecimento na Estação Espacial Internacional (EEI). O lançamento e comentários sobre o evento está exibido ao vivo no site e no YouTube da agência espacial norte-americana.

Lançamento
A espaçonave Dragon  alcançou órbita cerca de 10 minutos após ser lançada. Em seguida, ativou suas matrizes solares e iniciar os disparos de propulsores para chegar ao laboratório da EEI dois dias depois, na quinta-feira (6).

Assim que a nave chegar, astronautas irão trabalhar em conjunto com controladores na Terra para que o braço da EEI gire e instale Dragon na parte inferior do módulo Harmony da estação.

O processo começará a ser exibido online a partir das 16h (horário de Brasília), visto que o lançamento está programado para as 16h38. Uma coletiva de imprensa sobre o assunto está marcada para às 18h30.

A Dragon deve iniciar a aproximação à EEI por volta das 7h30 da manhã de quinta-feira (6), com a instalação estimada às 9h. A equipe da NASA espera que o processo esteja completo às 10h30.

Missão
A nave transportará materiais para as mais de 250 investigações científicas das tripulações da EEI. Entre as tecnologias que serão levadas estão itens da Missão de Reabastecimento Robótico-3 (RRM3) e da Investigação Ecossistêmica Global (GEDI).

A RRM3 demonstra o armazenamento e a transferência de fluído criogênico, crítico para sistemas de propulsão e suporte de vida no espaço. Já a GEDI fará observações de laser de alta qualidade das florestas e da topografia da Terra, necessárias para avançar no entendimento de processos de carbono e de água, biodiversidade e habitat.

A espaçonave passará cerca de cinco semanas anexada à Estação Espacial Internacional. Em 13 de janeiro de 2019, irá retornar à Terra com mais resultados de pesquisas e cargas.

 

As informações são da Revista Galileu