• Home
  • Esporte
  • Velocidade na Terra: 12 pilotos tem chance matemática de ganhar o Campeonato Brasileiro
Carros apropriados para a disputa das etapas de velocidade em terra. Foto Divulgação

Velocidade na Terra: 12 pilotos tem chance matemática de ganhar o Campeonato Brasileiro

Entre os candidatos estão três de Mato Grosso Vanderlei Reck, Fernando Scheffer e Gillard Scheffer

A briga pelo título do Campeonato Brasileiro UPL de Velocidade na Terra em 2018 segue apertada e o campeão só será conhecido na última etapa, que acontecerá em Cuiabá, nos dias 24 e 25 de novembro. Depois de quatro etapas o piloto de Mato Grosso, Fernando Scheffer está em terceiro colocado com 173 pontos, outro mato-grossense melhor colocado é Vanderlei Reck em sétimo colocado com 142 pontos e em décimo vem Gillard Scheffer com 124 pontos. A liderança do campeonato é de Ricardo Basso (BA) com 257. Com a regra de descarte de cinco baterias no final do campeonato, ainda há chances matemáticas dos 12 primeiros pilotos de levarem o campeonato brasileiro na capital de Mato Grosso.

 

Na etapa passada, disputada em 28 e 29 setembro, na cidade de Cordeirópolis (SP), o piracicabano Celso Meneghel Silveira Mello venceu a penúltima etapa da competição ao vencer duas das três baterias disputadas. O segundo colocado na etapa foi Ricardo Basso, que venceu uma das baterias.

 

Celsinho venceu a primeira e a terceira prova do final de semana. Na segunda Ricardo Basso foi declarado vencedor, já que Ricardo Fragnani cruzou a linha de chegada em primeiro lugar mas foi desclassificado por irregularidade técnica. “A disputa está muito equilibrada. Tivemos um bom final de semana aqui em Cordeirópolis e espero que em Cuiabá a gente consiga ir ainda melhor para conquistar o título”, declarou Celso Mello. A diferença de pontos entre Ricardo Basso e Celso Mello agora é de apenas quatro pontos, em favor de Basso – 257 a 253.

 

Além da etapa final do Campeonato Brasileiro Velocidade na Terra, o público poderá acompanhar a quinta etapa do Estadual de Autocross, nas categorias principal e light, a quarta etapa do Mato-grossense de Marcas e Pilotos (turismo).

 

A grande expectativa também ficará por conta dos “300 km de Cuiabá” que  testará máquinas e pilotos em uma prova de duração mais longa que as habituais baterias do Auto Cross. Nos 200 Km de Cordeirópolis, o destaque foi o piloto da casa Rick Fragnani. Correndo sozinho as quase três horas de prova, o piloto superou o então líder Francesco Franciosi – que também correu sozinho – a três voltas do final e garantiu a vitória na corrida, que abriu o Autocross Endurance Cup. Nem mesmo o vencedor esperava por esse resultado. “Larguei em 11° e nossa equipe usou uma boa estratégia. Estou realmente sem palavras, mas é por esse público aqui que nós corremos. E correr sozinho uma prova de longa duração, com certeza é uma superação completa”, comentou Rick Fragnani.

 

Kartcross – Felipe De Nadai, que conquistou o título de campeão brasileiro após vencer a etapa no interior paulista. Felipe venceu a primeira e a terceira corrida do final de semana. Na segunda foi superado por seu irmão Thiago e finalizou na segunda posição. “É uma emoção muito boa a de ser campeão brasileiro. Tivemos problemas no final de semana. O motor quebrou, mas conseguimos trocar a tempo de voltar e vencer”, comemorou o campeão.

Acesso ao público: As provas serão disputadas no Autódromo Bom Futuro fica localizado na Avenida florais, s/n no bairro Ribeirão do Lipa. Com acesso gratuito as arquibancadas.

O evento vai contar também com Food Park e Área Vip Louvada, com direito open bar Pilsen, hop e petiscos secos. Outras informações pelo link:http://www.techtickets.com.br/areaviplouvada ou nos pontos de vendas no quiosque Louvada no Shopping Estação Cuiabá e Shopping Goiabeiras.

A última etapa do Campeonato Brasileiro Velocidade na Terra é realizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Federação de Automobilismo do Estado de Mato Grosso (FAEMT) e BRVT, conta com o apoio do Autódromo Bom Futuro e os patrocínios da UPL, Bom Futuro, KleperWeber, Áster Máquinas, Rentalize, Simarelli, Petronas, Domani, Grupo Saga, AutoSueco, Torino Iveco, Scania Rota Oeste e Cervejaria Louvada.

 

 

Com informações da equipe YOD de Comunicação