• Home
  • Polícia
  • Eletricista paraguaio é preso suspeito de assassinar brutalmente estudante de medicina de MT
Foto Reprodução Facebook

Eletricista paraguaio é preso suspeito de assassinar brutalmente estudante de medicina de MT

Está preso um homem que trabalha como eletricista em Pedro Juan Caballero-Paraguai e que segundo a polícia daquele país seria o autor do brutal assassinato de Erika de Lima Corte, 29 anos, encontrada morta seminua no apartamento que residia. Erika era natural de Pontal do Araguaia e estava no segundo ano de medicina. A polícia do Paraguai prendeu o eletricista com o telefone da vítima que foi rastreado após o crime.

Segundo apurado, o eletricista fez um serviço no apartamento de Erika e ficou ‘encutido’ com a jovem que era muito bonita e a polícia acredita que ele voltou com intenção de estuprar a estudante. A mato-grossense foi morta na cozinha com duas facadas no peito e uma na altura do pescoço. O corpo foi arrastado da cozinha para o quarto e estava sem blusa.

A identidade do eletricista paraguaio ainda não foi informada. A morte de Erika foi comunicada a polícia paraguaia pela colega de apartamento por volta de 1 hora da madrugada de segunda-feira (20/8).

Os agentes da Divisão de Homicídios e da Policia Técnica com apoio do promotor de justiça Gabriel Segovia e o medico legista Cesar Gonzalez realizaram os procedimentos de rigor e encaminharam o corpo da estudante para IML da cidade a espera dos familiares.

Além das três facadas, os peritos observaram mais 16 pequenas perfurações que indicam que a mesma poderia ter sido torturada pelo autor, não se descarta que a vitima tenha sofrido abuso sexual, manifestaram os agentes da Policia Técnica.

Erika era enfermeira formada com mestrado na área de Saúde Pública e já prestou serviço na Secretaria de Saúde de Pontal do Araguaia. O pai dela, Raniel Corte, foi prefeito por dois mandatos em Pontal do Araguaia.

A estudante está sendo velada em Pedro Juan Caballero onde a cidade parou para homenageá-la. O corpo de Erika deve seguir para o Pontal do Araguaia na noite de segunda-feira e será velado na Câmara Municipal.

O prefeito Gerson Rosa decretou luto por 3 dias na cidade e publicou uma nota de pesar na rede social lamentando a morte da estudante. A prima de Erika, vereadora Fabiana Corte, lamentou a morte da estudante e disse que a família está bastante arrasada neste momento inclusive com a mãe, a ex-secretária Marleide, está sedada para se acalmar um pouco neste momento tão pesaroso.

 

As informações são de Ronaldo Couto do Araguaia Noticia

 

Leia também: