Dislexia é tema de reflexão na rede municipal de ensino

Profissionais da Educação participam de encontro sobre dislexia . O evento será realizado nesta sexta-feira (17) com palestras de especialistas no transtorno de aprendizagem.

Na próxima sexta-feira (17), das 07h30 às 12h, no Hotel Fazenda Mato Grosso, cerca de 500 professores das Salas Multifuncionais, de Apoio Pedagógico, e coordenadores da rede municipal de Educação estarão participando do primeiro “Encontro da Rede Municipal de Educação de Cuiabá sobre a Dislexia”. O evento estava marcado para o último dia 26 de maio, porém, em razão da greve dos caminhoneiros, precisou ser adiado.

O encontro é uma iniciativa da Prefeitura de Cuiabá, em parceria com a Associação Mato-Grossense de Dislexia, e tem como objetivo promover a reflexão sobre o transtorno de aprendizagem, de forma articulada à prática docente na sala de aula e ao cotidiano escolar.

A diretora de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Zileide Lucinda dos Santos, explicou que o encontro foi pensado com foco na educação e nos sujeitos que fazem parte desse contexto. “Queremos que os profissionais da rede estejam preparados, para que possam auxiliar de forma efetiva o processo de aquisição da leitura e da escrita, garantindo a aprendizagem a todos os estudantes inseridos na escola”, destacou a diretora.

As dificuldades de aprendizagem dos estudantes é tema de discussão constante na  rede municipal de ensino. Segundo professores do ensino fundamental, todas elas são percebidas com mais frequência em situações como: desatenção, alterações do comportamento, e complexidade compreensão do texto lido e da linguagem matemática.

Para auxiliar o aluno é realizado então o acompanhamento em salas de apoio à aprendizagem, uma estratégia de atendimento para aqueles que apresentam ritmos diferenciados de aprendizagem, conforme a proposta educacional da rede municipal de educação de Cuiabá.

O secretário de Educação, Alex Vieira Passos, destacou a importância de mais esta ação da gestão, no sentido de viabilizar uma escola cada vez mais qualificada, inclusiva e humana. “Estamos buscando meios e parcerias para qualificar cada vez mais nossos profissionais. Dessa forma, podemos oferecer à população uma educação inclusiva, humana e estratégias pedagógicas adequadas para que os nossos alunos possam se desenvolver de forma integral”.

Programação

Durante o encontro, serão abordados dois temas. O primeiro é “A dislexia sob o olhar do fonoaudiólogo” – com palestra da Draª. Priscila Biaggi de Alencar, que é fonoaudióloga clínica, docente no Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) e mestre em Distúrbios da Comunicação Humana pela Unesp-Marilia.

O segundo é “Os impactos emocionais na pessoa com dislexia” – com a Drª. Carla Jackel, formada em psicologia pela Unespe,  especialista em Neuropsicologia pela ICH/FMUSP e atualmente atuando na clinica particular.

Saiba mais

A dislexia do desenvolvimento é considerada um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica e caracterizada pela dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração.

Essas dificuldades normalmente resultam de um déficit no componente fonológico da linguagem e podem ocorrer em qualquer idade, afetando outras habilidades cognitivas, segundo definição adotada pela International Dyslexia Associatio (IDA) e pelo National Institute of Child Health and Human Development (NICHD).

Na pré-escola, alguns sinais podem indicar a dislexia como, por exemplo,  dispersão, atraso do desenvolvimento da fala e linguagem, dificuldades  no desenvolvimento da coordenação motora e falta de interesse por livros impressos.

Na idade escolar, os sinais de alerta são as dificuldades na aquisição e automação da leitura e da escrita; desatenção e dispersão; dificuldade em copiar de livros e da lousa; dificuldade na coordenação motora fina (letras, desenhos, pinturas etc.) e/ou grossa (ginástica, dança etc.); desorganização geral, constantes atrasos na entrega de trabalhos escolares e perda de materiais; confusão para nomear entre esquerda e direita; dificuldade em manusear mapas, dicionários, listas telefônicas; vocabulário pobre, com sentenças curtas e imaturas ou longas e vagas.

Para mais informações sobre o primeiro “Encontro da Rede Municipal  de Educação de Cuiabá sobre a Dislexia” basta entrar em contato com a Coordenadoria de Organização Curricular da Secretaria Municipal de Educação pelo telefone: 3645 6596 ou 3645 6579.

Serviço

O que: I  Encontro da Rede Municipal  de Educação de Cuiabá sobre a Dislexia

Quando:  17 de agosto, das 07h30 às 12h

Onde: Hotel Fazenda Mato Grosso

Informações: 3645 6596/6579

 

 

Com informações de Maria Barbant – Seduc|Cuiabá