Lenine Martins/Sesp MT

Operação cumpre mandados de prisão a membros de facções criminosas em Cuiabá

Por Jeverson Missias – Da Redação

A Operação Panóptico cumpriu 13 mandados de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira (24.04), e resultou, até o momento, na prisão de duas pessoas em flagrante e uma que estava com mandado de prisão em aberto, em Cuiabá. A ação da continuidade ao trabalho de repressão a facções criminosas.

A operação de caráter preventivo objetiva coletar dados sobre a facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios.  “A operação é fundamental para a coleta de dados, que serão tratados durante a investigação e que resultarão em desdobramentos importantes para o combate a estas facções”, explicou o delegado titular da GCCO, Diogo Santana.

As ordens foram expedidas pela 7ª Vara do Crime Organizado, em atendimento ao pedido da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) para buscas e apreensões de materiais probatórios. São cumpridas em endereços residenciais nos bairros CPA (setores I, II, III e IV), Jardim Umuarama, Jardim Brasil, Altos da Serra, Jardim Florianópolis e Jardim Milênio, todos localizados em Cuiabá.

Prisões 

Caio Afonso Aparecido da Silva Soares, de 22 anos, foi preso por associação criminosa, e o aparelho celular foi apreendido contendo imagens e grupos do Comando Vermelho. Marcos da Silva Marques, de 37 anos, também foi preso em flagrante com uso de documento falso, e também tinha mandado de prisão em aberto por roubo. Uma mulher, M.E.P.S., de 26 anos, que tinha mandado em aberto, também foi presa.

Parceria com Polícia Federal

A parceria com a PF está sendo ampliada, com foco no combate às facções criminosas. A partir da operação desta terça-feira, uma equipe de policiais federais atuou diretamente tanto no cumprimento dos mandados quanto no tratamento dos dados, em parceria com policiais civis e com apoio da PM.

Os dados coletados nesta operação vão contribuir para o combate a facções criminosas que atuam dentro e fora dos presídios na prática de diversos crimes, como tráfico de drogas, atentados a membros e órgãos públicos, crimes patrimoniais (roubos e furtos a residências, comércios e veículos), homicídios, explosão de caixas eletrônicos e outros.

Balanço das operações

Desde março deste ano, as forças de segurança realizaram 77 prisões de pessoas ligadas a facções criminosas em Mato Grosso, 56 pela PJC e 21 pela PM. Só na operação 10º Mandamento foram 37 presos pela Polícia Judiciária Civil. Além de Cuiabá e Várzea Grande, as operações resultaram em prisões nas cidades de Barra do Garças, Rondonópolis, Chapada dos Guimarães, além de uma mulher que foi presa no estado do Pará, suspeita de alugar uma casa para abrigar os responsáveis por cavar um túnel de acesso à PCE. (Com informações da Assessoria)