• Home
  • Saúde
  • Mulher com suspeita de H1N1 morre no pronto-socorro de Várzea Grande
Foto:Reprodução

Mulher com suspeita de H1N1 morre no pronto-socorro de Várzea Grande

Uma mulher de 60 anos, que estava internada com suspeita de H1N1 no Pronto Socorro de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, desde o dia 17 deste mês, morreu no último sábado (21). Com essa morte, cinco casos suspeitos de H1N1 são investigados em Várzea Grande.

A paciente, teve atendimento inicial na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Bairro Ipase, na última terça-feira (17), ela apresentou quadro de pneumonia grave e foi transferida para uma UTI do PSM. Os exames laboratoriais para a confirmação da suspeita de vírus influenza devem ficar prontos dentro de 30 dias.

De acordo com a assessoria, outro paciente, com a suspeita da mesma doença, que veio do interior do Estado, ainda está em isolamento na  Unidade de Tratamento Intensivo (UTI)  e outros três já tiveram alta do hospital.

Conforme a prefeitura do município, todos os protocolos exigidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde foram adotados para se resguardar a segurança de profissionais da área médica e da população.

A internação na área isolada é uma precaução tomada em casos de suspeita de contaminação pela influenza – assim como outras doenças transmissíveis – a fim de manter o doente afastado dos demais pacientes e, em caso de confirmação laboratorial, evitar a propagação da doença.

Campanha de vacinação

Começou hoje (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até o dia 1º de junho, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande recebeu da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) 21 mil doses da vacina, que começam a serem aplicadas ao grupo prioritário. A prefeitura de Várzea Grande disponibilizou nas policlinicas uma sala especial para de forma separada aplicar a vacina.

Segundo o Ministério da Saúde, este ano, a vacina é trivalente, ou seja, protege contra os vírus H1N1, H2N3 e Influenza B.

Por Samara Moura