• Home
  • Polícia
  • Marido é preso suspeito de matar a mulher, forjar suicídio e chamar a polícia
Homem de 46 anos foi preso suspeito de matar a mulher, em Goiânia (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Marido é preso suspeito de matar a mulher, forjar suicídio e chamar a polícia

Segundo PM, peritos constataram que homem estrangulou e agrediu companheira, e depois a pendurou em uma corda; caso é investigado pela Polícia Civil.

Um homem de 46 anos foi preso, no sábado (7), suspeito de matar a mulher, tentar forjar o suicídio dela e, em seguida, chamar a polícia, em Goiânia. De acordo com a Polícia Militar, peritos que compareceram ao local constataram que o homem havia estrangulado e agredido a companheira para, em seguida, pendurá-la em uma corda.

De acordo com o tenente Altair Rosa, o marido foi preso quando tentava sair do local, alegando que iria até outro bairro para informar a família sobre a morte da mulher.

“Foi uma simulação de suicídio. Os policiais chegaram ao local e acharam estranha a tranquilidade dele em relação aos fatos. A vítima, segundo consta no registro da ocorrência, estava com hematomas no rosto. A perícia também identificou que a mulher, antes de ser pendurada, havia sido estrangulada e agredida, o que não condiz com a versão de suicídio dada pelo marido”.

O caso ocorreu por volta das 22h30, na Rua São João, no Setor Recanto das Minerais, na região leste da capital. Após ser preso, o homem foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por feminicídio.

G1 não conseguiu contato com a defesa do homem, que até a manhã deste domingo permanecia preso na delegacia.

O corpo da mulher foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), e até as 10h deste domingo não havia sido identificado, portanto, ainda não havia sido liberado a algum familiar.

Conforme informado pela Polícia Civil, o caso é apurado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).

Por Murillo Velasco, G1 GO