• Home
  • Polícia
  • Jovem morre após ser roubado, agredido e atropelado por assaltantes
Após ser atacado por criminosos e ser internado, jovem não resistiu - Arquivo pessoal

Jovem morre após ser roubado, agredido e atropelado por assaltantes

Aos 18 anos, David tinha sido aprovado no vestibular de física

“A justiça precisa ser feita. Era um menino muito bom, um anjo que passou pela Terra. Estava saindo do casulo agora para viver e para voar.” O desabafo emocionado é de Joice Weber, de 29 anos, irmã de um jovem que não resistiu aos ferimentos após ser roubado, agredido e atropelado por assaltantes na Vila da Penha, Zona Norte do Rio. O crime ocorreu no fim da noite do último dia 31 de janeiro, uma quarta-feira, na Rua Paula Aquiles, quando David Weber Rodrigues, de 18 anos, voltava da casa da namorada. Desde então, de acordo com a família, o rapaz, que sofreu traumatismo craniano, estava internado no Hospital estadual Getúlio Vargas. Ele chegou a passar por cirurgia, mas morreu neste sábado.

Segundo o relato da família, David havia passado aquela tarde na casa da namorada. Por volta das 23h, quando estava a caminho de sua residência — a distância era pequena e ele costumava fazer o trecho a pé — o rapaz foi surpreendido por dois criminosos em uma moto. Assustado, o jovem correu para tentar se proteger, mas acabou sedo alcançado pelos bandidos. Em seguida, contam parentes, os assaltantes agrediram David até que ficasse desacordado e ainda passaram com a moto sobre o jovem desacordado, antes de escaparem.

— Meu irmão teve um traumatismo craniano. Ele estava se recuperando, a cirurgia dele foi um sucesso. Mas o David teve uma parada cardio-respiratória e não resistiu — disse Joice Weber.

O crime aconteceu numa semana com muitas notícias felizes na vida de David. Ele havia sido aprovado no vestibular para curso de física da UFRJ e também para o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Rio (CPOR), contam os parentes. Além disso, vivia o primeiro amor.

— O sangue do meu irmão clama por justiça. Era um menino muito bom, um anjo que possou pela Terra. Tinha 18 anos, não viveu a vida. Estava saindo agora do casulo para viver e para voar. Como isso pode ser roubado por pessoas tao cruéis? Já não basta roubar, eles precisam matar também? — questionou, emocionada, o irmã do rapaz.

Antes de fugirem, os assaltantes roubaram o celular do jovem — David havia ganhado o aparelho de presente por ter passado de ano — e não pouparam nem um pedaço de bolo que estava numa sacolinha e seria entregue para a mãe de David. Ele havia preparado a iguaria junto com a namorada naquela tarde. Depois da fuga dos bandidos, moradores acionaram uma ambulância para que a vítima, que estava desacordada, fosse levada para o Getúlio Vargas.

Moradores ficaram chocados com o que ocorrera na Rua Paula Aquiles, naquela noite. Eles, segundo a família de David, ficaram solidários e disponibilizaram imagens de câmeras de segurança para que a os parentes da vítima entregasse a polícia civil, para acelerar as investigações. Os parentes contaram que registraram a ocorrência na 27 ª DP (Vicente de Carvalho).

David era o único irmão de Joice. De acordo com ela, a mãe e o padastro estão bastante abalados.

— Alguém precisa falar. Essas pessoas (os assaltantes) não podem ficar por ai destruindo sonhos. Minha mãe e meu padastro só tinha o David. Meu único irmão, meu apoio , meu amigo. Era o caçula, mas parecia até que era o meu irmão mais velho. Um menino que foi tirado da gente — desabafou.