Concurso público: 2018 promete ser um bom ano para os concurseiros

Concurso PúblicoApós um longo hiato, o governo federal deve retornar a realizar concursos públicos a partir do próximo ano. O anúncio, feito recentemente pelo ministro do Planejamento Dyogo Oliveira, promete por fim à longa espera de concurseiros que, desde 2016, aguardam por novos certames.

Dentre as seleções mais aguardadas e previstas para início de 2018 estão a da Advocacia Geral da União (AGU), Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Ministério Público da União (MPU). De acordo com Oliveira, contudo, a abertura de novas vagas serão limitadas ao número de servidores que deixarem os cargos.

O atraso de seleções tradicionais no calendário dos concursos públicos, como o da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), além da Receita Federal, reforçam a ideia de que o próximo ano é mesmo promissor.

Outro ponto que reforça a abertura de novos processos de seleção, segundo o diretor do Damásio Educacional, Marco Antônio Araújo Júnior, é a reforma da previdência que está em discussão. “Hoje se estima que 40% dos servidores vão se aposentar. Esse movimento de saída acabará abrindo oportunidades para novos ingressantes”, afirma.

E, ao contrário do que muitos acreditam, Araújo esclarece que concursos públicos podem sim ser abertos em ano eleitoral. “A única restrição se refere à posse, isto é, quem prestar concurso três meses antes da eleição só poderá tomar posse no ano seguinte”.

Diminuir o ritmo de estudo, mesmo sem previsão de abertura da seleção, prejudica o concurseiro que enfrenta uma concorrência cada vez melhor qualificada. Se preparar continuamente é o que assegura a tão sonhada vaga, que deve ser aberta em 2018.

 

Por Equipe Yod Comunicação Integrada