• Home
  • Leitura Dinâmica
  • Várzea Grande : Guarda Municipal inicia projeto educativo “Teatro de Fantoches” em escolas municipais no dia 06

Várzea Grande : Guarda Municipal inicia projeto educativo “Teatro de Fantoches” em escolas municipais no dia 06

Teatro de FantochesEm campanha educativa no combate à dengue, ao bullying, à violência sexual contra crianças e adolescentes e, abordar leis como Maria da Penha e de repeito aos idosos, a Guarda Municipal de Várzea Grande se prepara para levar às escolas municipais da cidade a partir do dia 06 de março, o teatro de fantoches com esses temas a toda rede municipal de ensino.

Segundo a coordenadora do projeto Flávia Cunha, optou-se por adotar uma estratégia não convencional, a partir do lúdico, mediante a linguagem teatral, desde 2011 quando a Guarda Municipal de Várzea Grande, responsável pelas rondas escolares e pela educação e prevenção do aparelho público e combate às drogas nas proximidades das escolas, desenvolvesse o projeto ‘Teatro de Fantoches’ como a melhor ferramenta na abordagem do diálogo com os alunos.

“Atuamos para despertar comportamentos e atitudes prudentes nas crianças. Trata-se de utilizar o teatro como estratégia lúdica para o trabalho educativo, pois nosso público é ótimo propagador de informações. O teatro possibilita vislumbrar as várias aplicações da segurança e da educação na família. É um instrumento adequado de comunicação e aprendizado. Além disso, é criativo, estimulante, integrador e participativo, que intensifica as diversas trocas de saberes, favorecendo o conhecimento e a construção de novas relações entre as pessoas e o ambiente”, explica Flávia Cunha.

Para o ano de 2017 ainda nos mesmos objetivos de levar conceitos morais e cívicos aos estudantes por meio da arte dos bonecos de fantoches a Guarda Municipal mantêm no repertório os temas de educação no trânsito, saúde preventiva, meio ambiente, combate ao uso de drogas lícitas e ilícitas, semana da pátria, o e o dia da árvore.

“Os bonecos ganham existência nos palcos por meio do movimento das mãos das suas condutoras, as quais narram histórias, transcendendo a realidade, e convertendo o real em momentos de magia. Teremos um alto potencial educativo”, afirma a GM Flávia Cunha.

No ano passado o grupo realizou 107 apresentações, atendendo a um público de 16,4 mil alunos. As apresentações deste ano contarão com sete personagens e também estará inserido no conceito pedagógico da rede municipal, cujos temas farão parte da ação educativa em conjunto.

As informações são de Pedro Ribeiro da Assessoria da GM/VG – Imagem Divulgação