• Home
  • Política
  • Mesa Diretora da ALMT enfatiza apoio à nova diretoria do TJMT e parceria dos poderes

Mesa Diretora da ALMT enfatiza apoio à nova diretoria do TJMT e parceria dos poderes

Poder Judiciário empossa, na tarde de hoje (19), presidente, vice e corregedora-geral

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso empossou, na tarde de hoje (19/12), a diretoria que irá comandar a instituição entre 01 de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de 2018, em solenidade, da qual participaram representantes do Judiciário, Executivo e do Legislativo do estado. Foram empossados os desembargadores Rui Ramos Ribeiro para o cargo de presidente, Marilsen Andrade Addario, vice-presidente, e Maria Aparecida Ribeiro, corregedora-geral da Justiça.

Além do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), que compôs o dispositivo de honra, estiveram presentes na cerimônia o vice-presidente e presidente eleito da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho (PSB), o primeiro-secretário, deputado Ondanir Bortolini – Nininho (PSD), e os parlamentares Max Russi (PSB) e Oscar Bezerra (PSB).

O atual presidente do Poder Judiciário de Mato Grosso, desembargador Paulo da Cunha, conduziu a cerimônia pautado pela gratidão aos colaboradores da gestão 2015-2016, pelo otimismo – refletindo que houve muitos avanços nos anos que se findam – e pelo desejo de sucesso à nova diretoria. “Aprendi nesses dois anos que há ideias, propostas e condutas que transformam”, avaliando que as recentes iniciativas geraram impacto positivo na sociedade mato-grossense. Cunha comemorou a implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJE) e destacou, portanto, os avanços no campo tecnológico”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), parabenizou o atual presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo da Cunha, pelas conquistas registradas durante a sua gestão, como a implantação do PJE em 121 comarcas de Mato Grosso. “O Tribunal de Justiça de Mato Grosso já é referência nacional no que se refere à qualidade dos serviços prestados aos cidadãos, e estou certo de que o legado deixado pelo desembargador Paulo da Cunha contribuirá para a melhoria da Justiça estadual”, declarou.

Ao presidente empossado, desembargador Rui Ramos Ribeiro, e às desembargadoras Marilsen Andrade Addario (vice-presidente) e Maria Aparecida Ribeiro (corregedora-geral da Justiça), o parlamentar desejou sucesso. “Estamos vivendo um momento de crise, mas os desembargadores empossados hoje reúnem todas as qualidades necessárias para a realização de uma gestão exitosa. A Assembleia Legislativa e os deputados estaduais estão à disposição do Poder Judiciário, afinal, somente com a união de todos, poderemos conquistar melhorias ao estado”, finalizou.

O desembargador Rui Ramos agradeceu o apoio de todos e reafirmou a parceria necessária entre os três poderes para o fortalecimento de Mato Grosso, fazendo referência aos desafios da atual crise econômica e política nacional, que atinge a todas as unidades federativas, vislumbrando-a como “período de inverno” ou uma “chuva”. Declarou se dedicar para conduzir o Judiciário com eficiência e, modesto, declarou ‘apenas se preocupar’ de “merecer as honrarias de ser o presidente do Tribunal de Justiça” do estado.

À imprensa, o deputado Botelho destacou a “relação harmoniosa” que há “entre todos os poderes” e “essa harmonia é importante para conquistarmos os avanços” em cada uma das instituições.

O deputado Nininho demonstrou bastante otimismo para o próximo biênio, com a mudança da presidência do TJMT e da ALMT, que serão conduzidas, respectivamente, por Rui Ramos e Eduardo Botelho. “Eu acho que os dois poderes estarão bem representados. Eu não tenho dúvida de que serão grandes gestões”.

Por PRISCILA MENDES / Secretaria de Comunicação