• Home
  • Meio Ambiente
  • Encontro do CB 27 reúne gestores de todo o país para debater práticas sustentáveis

Encontro do CB 27 reúne gestores de todo o país para debater práticas sustentáveis

Gestores de diversas partes do país estão reunidos em Cuiabá para o XVI Encontro Regional do CB27, a fim de trocar experiências e compartilhar boas práticas sustentáveis ao longo de dois dias de palestras e visitas técnicas. O evento, que teve sua abertura nesta terça-feira (05), visa trazer à tona discussões proativas ligadas à mobilidade urbana, mudanças climáticas e ações implantadas pelos municípios que renderam bons resultados em termos de desenvolvimento socioambiental. O encontro se encerra na manhã da quarta-feira (06), com a visita técnica dos representantes municipais ao Projeto Porto Cuiabá, Shopping Popular e Complexo do Ginásio Dom Aquino, considerados referências da capital.

Para o prefeito Mauro Mendes, é um privilégio fazer de Cuiabá o palco das discussões que vão direcionar mudanças significativas nos municípios presentes. De acordo com o gestor, o momento é oportuno para todos serem francos a respeito das dificuldades encontradas em cada local e é fundamental admitir que o desafio é muito maior do que olhar apenas para as perspectivas desejadas no futuro destas cidades.

“No Brasil temos uma dificuldade em aliar o crescimento ao desenvolvimento, motivo pelo qual nossas cidades caminham adiante de forma desordenada e desorganizada. Um dos grandes conflitos que sei que cada gestor tem é que os problemas enfrentados no presente de fato são questões do passado que ainda não haviam sido solucionadas. Nos encontramos em uma encruzilhada, onde devemos planejar o futuro atentos ao momento atual, sem ignorar os equívocos antigos que não foram resolvidos. E através do CB 27, precisamos pensar fora da caixa, indo além das nossas limitações. Para que o debate e as mudanças sustentáveis sejam genuínas entre a nossa população, precisamos nos voltar para aspectos básicos, como planejamento urbano e saneamento. É difícil exigir do nosso povo a compreensão aprofundada sobre os perigos do descarte de lixo em rios e nascentes, se o essencial ainda não faz parte de suas rotinas. O desafio é abrir mão do óbvio e produzir resultados eficazes e prolongados de forma geral”, afirmou.

Para o coordenador do CB 27 e secretário municipal de Meio Ambiente de Aracaju, Eduardo Lima de Matos, o objetivo do evento é justamente buscar soluções viáveis para os graves problemas enfrentados pelas grandes cidades brasileiras, se espelhando naquelas práticas que já surtiram efeito e abrindo mão de posturas que não renderam resultados. Mobilidade urbana, resíduos sólidos, combate às mudanças climáticas e projetos sustentáveis serão abordados durante o encontro.

“Essa troca de experiências é fundamental para salientar para cada gestor que é possível realizar grandes transformações no local onde se encontram. Muitas vezes desprezamos o potencial que nossas cidades possuem em mudar sua realidade e aqui creio que os horizontes serão expandidos em todos os sentidos. A troca de informações e propostas permitirá  amadurcemos nossa forma de gerir nosso município e trará um renovo para o desempenho das nossas atividades ao retornarmos para casa”, revelou.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Alan Porto, além de buscar soluções, pensar de maneira sustentável é a peça chave das discussões. “Independente da cidade que gerimos, os problemas existentes são os mesmos, ocorrendo apenas em proporções distintas. É por isso que um evento dessa magnitude tem efeitos que reverberarão ao longo do tempo. Daqui não sairão simples ideias, mas sim políticas públicas efetivas de mudanças que serão implantadas conforme a necessidade de cada região”, concluiu.

Compromisso ambiental

A abertura do XVI Encontro Regional do CB 27 foi marcada também pelo compromisso feito pela Prefeitura de Cuiabá, com a assinatura do Compacto de Prefeitos, que consiste em uma grande iniciativa global voluntária, em que gestores públicos assumem a responsabilidade de combater as emissões de gases do efeito estufa, cumprindo seis critérios determinados pelas instituições CDB e Iclei – Governos Locais pela Sustentabilidade. O município deve cumprir as metas em até três anos.

Dentre os aspectos impostos, Cuiabá deve realizar um inventário de gases do efeito estufa da cidade, identificando-os. Além disso, o município deve estabelecer uma meta de redução e trabalhar um plano que gere bons resultados nessa questão.

Para a Andréia Banhe, gerente do Programa de Cidades do CDP, “a capital terá a responsabilidade de levantar as ameaças climáticas as quais o município está exposto. Análise de vulnerabilidade e um plano de adaptação são outros critérios fundamentais neste compromisso ambiental. E para que o prefeito Mauro Mendes e sua equipe consigam evoluir neste objetivo, nós daremos todo o suporte orientativo, estimulando, incentivando e mostrando os caminhos para que Cuiabá se torne referência no combate às emissões de gases do efeito estufa”, relatou.

Por Rafaela Gomes S Caetano 

Iamagem Tchélo Figueiredo

Secom – Cuiaba