• Home
  • Saúde
  • Saúde promove readequações e mantém atendimento nas policlinicas

Saúde promove readequações e mantém atendimento nas policlinicas

A Policlínica do Pedra 90 não será fechada.  Com o inicio do funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sul, no bairro Pascoal Ramos, a partir desta segunda-feira (4), a policlínica terá seu fluxo de atendimento reorganizado. Já a Policlínica do Pascoal Ramos, cujo prédio é bastante antigo passará por uma readequação predial. Mesmo assim, continuará mantendo o atendimento de fisioterapia.

O secretário adjunto de Assistência da SMS de Cuiabá, Daoud Abdallah e a diretora técnica da Atenção Secundária, Karina Costa Marques Medeiros, estiveram na manhã desta segunda-feira (04) acompanhando a abertura da UPA Sul para a população.

Daoud Abdallah esteve reunido com lideranças do bairro, a fim de explicar todo esse processo e, garantiu que a população não será prejudicada.

“O bairro Pedra 90 tem cobertura 100% de unidades básicas de saúde. Isso significa que o bairro tem unidades básicas de saúde em número suficiente para atender toda a população. Então, na prática, quando o cidadão chegar na Policlínica do Pedra 90 e  for classificado como azul ou verde, ele será referenciado a uma das unidades básicas de saúde. Assim estaremos agilizando o atendimento a esse cidadão,  que não ficará esperando quatro horas ou mais para ser atendido e otimizando os nossos recursos, de pessoal e de estrutura.  No caso dos pacientes classificados como amarelo ou vermelho, ou seja, os casos mais graves serão atendidos na unidade”, esclareceu.

No período da noite, uma equipe – com médico, enfermeiro e técnico de enfermagem – permanecerá na unidade, para atender os casos mais graves.

No caso daqueles pacientes classificados como azul e verde e não tiverem condições financeiras, a unidade terá um carro para encaminhá-los a unidade para o qual forem referenciadas, explicou a diretora técnica da Atenção Secundária, Karina Medeiros.

“Na verdade, a Prefeitura de Cuiabá, por meio da SMS de Saúde, vem planejando e realizando  reformas físicas  e reorganização nos fluxos de atendimento em várias unidades da capital, tanto das redes de  Atenção Básica e Secundária. O objetivo é modernizar as estruturas físicas, otimizar os recursos tanto humanos como físicos da rede  e melhorar os serviços prestados a população”, destacou o secretário-adjunto.

A diretora técnica de Atenção Secundária, Karina  Medeiros, explicou que em relação à Policlínica do Pascoal Ramos, cuja estrutura predial é bastante antiga, a readequação irá exigir o fechamento da unidade, já que uma equipe de obras entrará na unidade. “Mesmo assim, os atendimentos de fisioterapia não serão prejudicados. Mas todo o pronto atendimento da Policlínica do Pascoal Ramos, ou seja, os casos de urgência e emergência, serão atendidos na UPA Sul, que fica aqui ao lado”, esclareceu.

“Após a reestruturação, a  Policlínica do Pascoal Ramos passará por uma reorganização e será  utilizada  para outro serviço de Saúde. Essa reestruturação não interfere no atendimento da população. Ao contrário, vai melhorar e agilizar esse atendimento’, disse ela.

UPA Sul

A Unidade de Pronto Atendimento Sul, localizada no bairro Pascoal Ramos, teve suas obras físicas entregues no dia 9 de junho e nesta segunda-feira, entrou efetivamente em serviço.

A unidade  tem capacidade para atender até 450 pacientes por dia. Sua equipe (formada por mais de 100 profissionais), entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, pessoal administrativo e outros,  é suficiente para atender a demanda da população da regional Sul.

Na semana passada, os profissionais da unidade passaram por uma qualificação e estão aptos a atender a população.

As unidades de pronto atendimento funcionam  24 horas por dia, sete dias por semana e resolvem grande parte das necessidades da população, ligadas as urgências e emergências, como pressão e febre altas, fraturas, cortes, infarto e derrame. Possuem de 13 a 20 leitos de observação e tem capacidade para fazer pequenas cirurgias, além de serviços de raios-X, eletrocardiografia, pediatria e laboratório de exames.

Por Maria Barbant – Secom Cuiabá

Imagem Capa: Divulgação