• Home
  • Política
  • MT: Governo vai pagar parcela da dívida dolarizada nesta quinta-feira

MT: Governo vai pagar parcela da dívida dolarizada nesta quinta-feira

O governador Pedro Taques afirmou nesta segunda-feira (07.03), que o Governo do Estado vai cumprir o compromisso e quitar a parcela da dívida contraída com o Bank of America, de mais de US$ 34 milhões programada para a próxima quinta-feira (10.03). Conforme a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), em reais, o valor a ser pago será de aproximadamente R$ 135,5 milhões, com o dólar cotado a R$ 3,9796 em 29 de fevereiro. Esta será a terceira parcela da dívida contraída em 2012, quando o Dólar estava cotado a R$ 2,02.

Para quitar parte da dívida de R$ 1,7 bilhão que está dolarizada, o governador afirmou que tem feito um grande esforço, fazendo reajustes constantes em suas contas, mas que precisa contar com uma efetiva colaboração da União, que segundo a Sefaz, não tem feito a sua parte nas transferências dos recursos.

Conforme o secretário de Estado de Fazenda, Paulo Brustolin, uma das preocupações do Estado é manter o rating de Mato Grosso, que é a classificação de risco de investimentos. O gestor conta que na semana passada participou de reuniões com representantes da agência de classificação de riscos Standard & Poor’s. No encontro, foi externada a necessidade do Estado fazer o pagamento da dívida evitando rebaixamento da nota de classificação de risco.

Brustolin ressalta que o rebaixamento da nota de Mato Grosso seria extremamente prejudicial para as tradings que atuam no estado e fazem suas vendas para outros países e necessitam de recursos do exterior para manter suas atividades regulares. “O Estado precisa pagar a dívida, porque isso poderia prejudicar o rating de Mato Grosso, e consequentemente as tradings que atuam aqui. A nossa imagem seria exposta ao mundo caso o Estado não cumprisse o compromisso”, afirmou.

A dívida de Mato Grosso já ultrapassa R$ 7 bilhões, valor referente a empréstimos contraídos com autarquias do Governo Federal, como o BNDES e a Caixa Econômica Federal, para investimentos em obras da Copa do Mundo, além de outras dívidas contraídas pelas gestões anteriores.

Somente no ano passado, o Estado quitou R$ 230 milhões junto à instituição norte-americana, montante 143% maior do que os R$ 94,3 milhões pagos em 2014, pela gestão passada. Os pagamentos para o Bank of America estão programados para até 2022. A próxima parcela de US$ 34 milhões será paga em setembro.

Falta de apoio

Na semana passada, o governador Pedro Taques e o secretário de Estado de Fazenda, Paulo Brustolin estiveram em Brasília, reunidos com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Na oportunidade, cobraram do ministro uma ajuda mais efetiva do governo federal, visto que a União deve a Mato Grosso os recursos provenientes do Auxílio de Fomentos às Exportações (FEX) referentes aos anos de 2015 e 2016, o que daria cerca de R$ 1 bilhão.

“O Governo Federal não está cumprindo seu compromisso de pagar o FEX, o que está atrapalhando de sobremaneira o Governo do Estado”, disse.